domingo, 16 de fevereiro de 2014

PARTIU? EU NÃO SEI!

Para o sofrimento há o limite,
para o descaso há o desamor,
para o egoismo há a amargura,
do que um dia chamamos de AMOR.
Assim se abrem as feridas,
 em meio ao abandono,
das palavras outrora esquecidas,
dos relatos da paixão.
Um dia acordei, e não te encontrei.
PARTIU? Eu não sei!
(Simone Prado)

2 comentários:

  1. Simone, como está lindo seu blogue, amei!
    A poesia também, embora triste, um amor que partiu, foi morrendo aos poucos!
    Abraços minha linda poetisa!

    ResponderExcluir
  2. Imagem linda demais, amiga Simone! Acho que se existisse o paraíso na terra, ele seria algo parecido com as cores do teu blog.
    Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir