segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

VOLTE SEM DEMORA

Se você soubesse a falta que me faz viria correndo sem demora,
acalmaria as lágrimas de quem chora e nunca mais fosse embora.
Será, que como eu, sente tanta falta de nós dois?
 Num descompassado batimento ritmado de emoção.
A sua voz dizendo que ME AMA,
do seu olhar no rolar de uma cama,
querendo a mim se entregar.Sente falta dos nossos beijos e do barulho em nosso peito?

Palavras que não são necessárias na forma de tocar,
me deixando com ânsia de te querer mais presente,
sem que o adeus viesse me deixar.
Sabe aquele beijo na testa cheio de carinho?
Foi como um ninho no meu pousar,
segurança perfeita de quem só quer te amar.
(Simone Prado)

2 comentários:

  1. Oi Simone!
    É um belo poema e retrata a apaixonada que espera o retorno de seu bem. Apaixonada que sofre nesta espera e que continuará assim até que ele retorne ou que o tempo a faça esquecer desse amor e do sofrimento que ele causou.
    Ah! Se essa sofredora fosse mais ativa e fosse lá buscá-lo, redirecionando o seu destino!!!!!!!
    Um abraço e tenha bons dias!

    ResponderExcluir
  2. Seus poemas de amor são lindos.Parabéns, beijos.

    ResponderExcluir