domingo, 12 de janeiro de 2014

No seu leito ...

Te vesti como uma roupa que adere ao corpo,
que aquece nos dias frios e refrigera no calor.
te vesti como uma segunda pele que me acaricia.

Você mudou meu mundo tão pequenino,
sem graça, me fez sentir o gosto do desejo,
do amor puro, do ensejo.

Mas no momento, nesse leito onde está, não posso sua mão segurar,
nem ser meu rosto a ver ao acordar, nem meus olhos fitar,
nem meu beijo sentir, lhe dando boas vindas por ao mundo sorrir.
Distante, sem poder escolher, se estar ao seu lado era tudo que eu desejei,
e a unica coisa que fiz foi sentar e orar, deixando minhas lágrimas minha face molhar.

Eu não escolhi te amar assim, não foi minha intenção em seu mundo penetrar,
foi sem querer. Não! Eu não queria sofrer!
Como é triste ter que deixar esse amor morrer dentro de mim,
e pedir a Deus que não faça assim esse sentir.
Por que foi germinar essa semente no meio de pedregais,
onde não tinha chances desse amor viver?.
Por que eu fui amar você.?
(Simone Prado)

2 comentários:

  1. Pois é amiga Simone, parece que todos nós temos perguntas para fazer à vida, talvez porque a vida seja um mistério.
    Um abração. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  2. Esse é o poder do amor, tirar o nosso chão, mudar as nossas prioridades, colorir os nossos dias. Não tenha pena de ter sofrido por amor, porque a vida de quem nunca amou deve ser imensamente triste.
    Beijinho, uma doce semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir