segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Preciso me conter

Preciso esperar você chegar,
primeiro te olhar,
deixar você falar.

Preciso observar os detalhes,
avaliar suas atitudes,
conter em mim as inquietudes,
da ansiedade da espera.

Preciso pensar antes de dizer,
antes de ser levada pela empolgação,
e acabar me confundindo pela emoção,
e me enganando na destorção.

Preciso ir devagar, mas na intensidade de deixar rolar,
preciso deixar meu corpo me guiar até você,
e deixar o momento nos conduzir,
preciso me permitir voltar a sorrir.

Mas se de tudo eu não me calar,
falar palavras descontroladas,
até meio atrapalhadas e não conseguir me conter,
me perdoe, será a emoção da sua presença,
da espera contida nas reticências da escrita.
No desejo contido das linhas que não foram ditas.

Se o nervosismo me acometer no mesmo instante,
me conduza com calma num abraço apertado e seguro,
no beijo prometido nos lábios mudo,
do prazer de estar com você.
(Simone Prado-10-12-2014)



2 comentários:

  1. Belos versos líricos. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga tudo bem?
    E se por acaso não conseguires não faz mal, pois o amor é espontaneidade!!!!
    Adorei amiga, parabéns!
    beijinho
    anacosta

    ResponderExcluir