terça-feira, 16 de julho de 2013

Desencanto

Foi em versos que te recebi,
assim meio querendo fugir,
mesmo de mim.

Foi em rimas que relatei meus momentos,
trascrevendo no papel meus sentimentos,
foi em poema que vivi.

Mas os versos rasguei,
do meu peito retirei,
e fechei meus olhos,
calando a minha dor,
eu precisei sufocar meu amor.

Da  paixão que vivi,
apenas de mim escondi,
a luz que se apagou.
(Simone Prado)

3 comentários:

  1. Com as desilusões podemos aprender e tirar fôlego.Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Na vida existem os desencantos, mas certamente são vésperas de tempos encantadores.
    Bonita poesia!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Encanto e desencanto fazem parte da vida e muitas vezes não queremos ver a parte ruim.
    Um belo poema

    Beijo meu

    ResponderExcluir