quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A solidão que me cerca...

Solidão vazio profundo,
que finjo não está dentro de mim,
mas tem dia que é como chumbo,
a pesar em meus passos.
No suspiro cansado,
quase sem forças pra levantar os pés,
caminhar se torna ação excessiva,
assim como a cabeça parece ser tão pesada,
que olhar ereto e para cima é bem desgastante.
Solidão que causa dor frustrante.
O olhar perdido no nada,
nas soluções que não chegam,
mas que se esperam ainda,
como sopro perdido dentro de mim.
É como vagar sozinha em meio as flores,
sem sentir cheiro e nem ver cores.
Como se o cenário fosse preto e branco, sem chama viva,
como sozinha e perdida.
Numa luta constante, em busca do que não faz tanto sentido,
se sentir assim vencido,
como a flutuar.
Ouvir o falar de pessoas que pensam entender,
mas coisas difícil se achar dentro de você.
(Simone Prado)

5 comentários:

  1. Esa soledad que nos invade y que en la que nos sumergimos sin aparente salida.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  2. Dor que mata aos poucos, o melhor a fazer é sair fora dela lendo um livro, vendo um filme ajuda, é minha receita, as vezes funciona rsrs

    ResponderExcluir
  3. Você e a solidão que a cerca
    Continua no seu pensamento
    Menina, para a vida desperta
    Te afasta desse tormento!

    Preenche esse lugar vazio
    Que em teu peito existe
    Te protege do calor e do frio
    Te alegra não estejas triste!

    Teu cansado suspiro
    Está teu coração a magoar
    De desgosto sofrido
    No teu peito a flutuar!

    Caminha no rumo certo
    Navega até encontrar
    Te desvia do deserto
    Tem cuidado com o mar
    Segue para porto seguro
    Onde o amor te esperar!

    Boa noite de quarta-feira para
    você, amiga Simone Prado,
    um bjo
    Eduardo.








    ResponderExcluir
  4. olá amiga passando pra deixar um beijo
    solidão é dificil de suportar mesmo....
    muito lindo o retrato que dela fez...
    beijo

    ResponderExcluir
  5. Creio que seremos sempre sós. Dividimos, unicamente, momentos. Dentro de nós há um mundo diferente, particular, onde costumamos impedir a entrada de quem poderia nos fazer feliz. Bjs.

    ResponderExcluir