domingo, 23 de setembro de 2012

Simples viver!



Talvez a falta do que fazer o torne tão importante,
a sensação de vazio constante,
as palavras que já não chegam nos lábios,
o ouvido que já não faz questão de escutar,
o coração que já bate em ritmo compassado,
porque já não encontra emoções para o acelerar.
Os passos já tão mecânicos e deixando as mesmas pegadas,
O ir simplesmente por não poder parar,
o olhar que já não se espanta com a paisagem,
e assim o passar dos dias sem sentido, sem paixão.
Viver sem emoção, como um autônomo nos mesmos atos,
repetidor de atitudes e sentimentos que já não causam mais prazer.
Apenas o simples viver! (Simone Prado)

6 comentários:

  1. Desculpa minha amiga
    Simples de viver, talvez não
    Quando nas palavras se acredita
    Aquelas que magoam o coração!

    Ditas da boca para fora
    Sem se pensar no mal que podem causar
    Deixam feridas a qualquer hora
    De quem as diz para outrem magoar!

    23 de Setembro
    Dois dias depois de comemorar
    Lá praia estou vendo
    Continua em frete
    até o que deseja encontrar!

    Resto de bom domingo,
    beijinho
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. Precisamos ter alegria, viver realmente e não passar o tempo... Linda inspiração!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Debemos hacer algo para no encasillarnos en esa Vida Simple y sin Pasión por nada de lo que hacemos y por nada de lo que soñamos.
    Debemos Vivir intensamente.
    Precioso Post.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  4. Embora as vezes me sinta assim, tal qual teu poema...mas viver de verdade requer intensidades, mesmo que for prá doer!!!!
    Beijos....beijos...

    ResponderExcluir
  5. Oii amiga, viver de forma simples é muito bom mas sem intensidade jamais, a vida é um sopro, muito rápida! Bjoooossss

    ResponderExcluir
  6. O mais bacana que encontrei em seu texto, é que você prima pela autenticidade. Isto é muito bom pois dá segurança a quem os ler, além de estimular uma benigna auto-confiança a estes...

    ResponderExcluir