terça-feira, 4 de setembro de 2012

SÃO DUAS FLORES



SÃO DUAS FLORES

São duas flores unidas
São duas rosas nascidas
Talvez do mesmo arrebol,
Vivendo,no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas
das duas asas pequenas
De um passarinho do céu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu.

Unidas, bem como os prantos,
Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar...
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.

Unidas... Ai quem pudera
Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rosas da vida
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!
Castro Alves

4 comentários:

  1. São duas flores
    Duas Rosas Vermelhas
    Têm seus amores
    Lindas sobrancelhas!

    Bem unidas elas estão
    Pela união da amizade
    Antes foram botão
    Hoje floridas em liberdade!

    Boa noite para você,
    um bjo
    Eduardo.


    ResponderExcluir
  2. OI SIMONE!
    REVIVESTE EM NOSSA MEMÓRIA ESTE POETA MARAVILHOSO "CASTRO ALVES".
    BELA ESCOLHA.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  3. Simone querida!
    Acredite, que na escola(lá bem atrás) Rsrs...
    Decorei essa poesia e a recitei numa apresentação.
    Nem lembrava mais... Obrigada amiga!
    Abraços! Boa noite e bons sonhos.

    ResponderExcluir