terça-feira, 18 de setembro de 2012

Queria voltar no tempo...

Sinto falta do beijo que não dei,
do sonho que não sonhei,
do ar que não respirei,
do amor que não vivi.
Sinto falta também do sorriso que não nasceu,
das lágrimas que não sequei,
das palavras que eu  não disse,
do olhar que não lancei.
Sinto falta de mim quando criança,
da inocência que deixei,
quantas vezes não me achei,
porque precisei crescer.
Queria voltar atrás e brincar mais vezes e não me preocupar com o dia de amanhã. Com essa sensação que o tempo tá cada dia mais curto e não tenho tempo pra quase nada. Ao invés de olhar pra frente, queria que o tempo voltasse atrás pra fazer diferente a falta que ele me faz. (Simone Prado)

13 comentários:

  1. Saudade do tempo que passou, do quevivemos e do que não vivemos.Parabéns poetisa.

    ResponderExcluir
  2. Queria para trás voltar
    Mas em frete segui
    Para uma flor encontrar
    Por isso estou aqui!

    Perfume em suas pétalas
    Com desejo de o cheirar
    Floridas são tão belas
    Não se devem abandonar!

    Por onde andas tu flor
    Que já não sinto o teu perfume
    Afasta de ti essa dor
    Não queiras viver com o queixe!

    Murcha não queiras ficar
    Quando deves estar florida
    No jardim o teu lugar
    Fora dele andas perdida!

    Bom terça-feira para você,
    beijinho.



    ResponderExcluir
  3. Simone, que paradoxo é essa vida pois quanto mais vivemos, mais morremos... Voltar no tempo a gente não pode, mas podemos viver mais intensamente daqui pra frente.
    bjkas doces

    ResponderExcluir
  4. Esos Recuerdos que están Presentes y que forman parte del Pasado de un lejano o reciente Presente...El Tiempo es inexorable y avanza sin Piedad.
    Me ha encantado.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  5. Minha querida Simone, queria destacar uma estrofe para comentar, mas não pude, porque o texto todo falou ao meu coração. Mas tenho buscado, olhar o agora, pois há coisas lindas nos aguardando. Que linda poesia, minha amiga, desejo-lhe tudo de bom sinceramente. Bjs! Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
  6. Creio que todos nós, vez ou outra na vida, teve esta sua mesma vontade! Lindo, amiga!
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  7. "...quantas vezes não me achei,porque precisei crescer".

    Simone, a vida passa mesmo num piscar de olhos... E essa vontade de voltar ao que nunca aconteceu acontece comigo também... acontece essa vontade subita de querer ser criança novamente, onde o tempo não passa, porque criança não pensa no amanhã, vive só o presente, o agora.

    Lindos escritos!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Linda poesia Srta! As asas estão sempre disponíveis, não é? abraços

    ResponderExcluir
  9. O HOJE É MAIS SEGURO
    O ontem de hoje não retorna, é passado,
    O amanhã de hoje é incerto, é futuro.
    Prefiro o ontem do amanhã, presente e sagrado,
    Que é o hoje, não passou nem é escuro.
    O passado passou e o futuro é ignorado,
    Viver a felicidade do hoje é mais seguro.

    Belo o teu poema Simone. Adorei.

    Beijos,

    R.S. Furtado

    ResponderExcluir
  10. Simone querida!
    Belíssima poesia!
    Estou aqui refletindo...Realmente precisamos
    viver plenamente e fazer tudo da melhor maneira possível.
    Amei te ler! Um abraço carinhoso pra ti.

    ResponderExcluir
  11. Pois é querida amiga Simone, acho que todos nós em determinados momentos desejamos voltar para trás, para viver coisas que vivemos ou coisas que gostaríamos de ter vivido. Paciência, somos assim mesmo...
    Um abração. Tenhas uma linda noite.

    ResponderExcluir
  12. Oii amiga, sabe que eu tbém sinto falta de mim qdo criança, ôooo infância boa! Saudades! Lindo texto amiga! Bjoooossss

    ResponderExcluir
  13. O seu texto lembrou-me de uma canção portuguesa antiga, um clássico, que diz ao tempo para voltar para trás "traz-me tudo o que eu não fiz".
    Ainda há tempo querida, para viver tudo isso e muito mais.
    Beijinho doce.
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir