Pular para o conteúdo principal

Desculpa! As vezes eu erro...

Venho pedir desculpas a todos pelos erros de ortografia que as vezes cometo em minhas postagens. Algumas vezes, é esquecimento de nossa língua portuguesa, outras, distrações, e outras falta de sabedoria mesmo. O uso da pontuação, ainda é mais complicado, tem hora. De qualquer forma, é preciso escrever de uma forma que todos entendam, e muitas vezes isso não acontece. Gosto quando me corrijam! Se isso ocorrer, sintam-se a vontade para mandar em meus comentários a forma correta de escrita. Eu deveria  estudar mais a nossa língua, mas acabo deixando pra lá. Peço desculpas a todos pois bom seria se tivéssemos domínio da nossa língua, pois muitas vezes um belo texto perde sua qualidade, e tem erros gritantes que não dá pra disfarçar. O nosso português não é tão fácil como parece, ou não parece...sabemos ser difícil até mesmo para nós. Sempre tem algo incorreto na maioria das vezes, eu até tento melhorar, mas tem dia ser quase impossível. Uma das táticas usadas é ouvir a pronuncia da palavra,  mesmo que tenhamos que repeti-las várias vezes. Algumas vezes o ouvir indica que há algo errado. Tipo um sexto sentido, mas as vezes nem isso dá jeito....srsrsrsr. Os pensamentos acelerados na hora da escrita também é um problema. Quantas vezes lemos um texto inúmeras vezes e não vemos um erro bem visível, porque a mente estava focada no conteúdo e não na letra. Mas vamos tentando, e sempre e tanto, aprender esse nosso idioma lindo que muitos estrangeiros amam e que é um orgulho para o brasileiro especialmente para mim. Lembrando que sempre devemos ter o costume de ler, pois a leitura é uma das melhores coisas pra não esquecermos a letra. Desculpa! (Simone Prado)

.


Não me refiro, no entanto as pessoas que não puderam estudar de uma forma ou de outra. Não estou aqui pra fazer julgamentos, cada um tem suas limitações...apenas cito aqui o que se refere a mim pois acho que nunca devemos parar de aprender  e também como incentivo.

Comentários

  1. Olhe minha querida Simone Prado (posso tratá-la assim?): não tem de pedir desculpas de nada. O "seu" Português, não sendo como a senhora diz querer que fosse, é duma beleza extraordinária, a evergonhar muitos que eventualmente se julgam eruditos na matéria. Continue que vai bem.
    Os meus respeitosos cumprimentos.

    ResponderExcluir
  2. Você e os seus pedidos de desculpa
    Por causa de tanta confusão
    Para fugir aos pensamentos de amargura
    Que muito afligem o seu coração?

    Com a palavra exceção
    Arranjou maneira de passar o tempo
    Não querendo falar de paixão
    Contrariando o pensamento!

    Mas é verdade com certeza
    Colocar sempre a pontuação
    Sem se esquecer da beleza
    E do amor vivido com paixão!

    Adorei e aprendi, não ilude
    Também sem confusão
    No meio está a virtude
    Da razão de tanta paixão!

    Bom resto de domingo
    para você, e obrigado
    pela lição, espero não
    esquecê-la nunca mais!

    um bjo
    Eduardo.







    ResponderExcluir
  3. Simone, parabéns pela sinceridade, concordo plenamente com você! Eu também tenho meus erros,e isso compromete a qualidade da escrita, seja um artigo, um poema, uma crônica. Os erros de grafia acontece quando paramos de estudar ou ler, acontece, sim! Tem pessoas muito queridas no mundo virtual que tem muitos erros de português, acredito que nunca ninguém conversou com elas sobre isso, não tenho intimidade com a pessoa, se não falaria, para seu próprio bem. Um abraço, uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  4. Smone, o título de seu texto chamou-me a atenção, principalmente porque suas justifictivas são coerentes e plausíveis;nosso idioma é realmente difícil até para nós, entretanto, dentro da medida do possível, vamos nos familiarizando com palavras novas para o nosso vocabulário lendo os textos de outras pessoas e na dúvida sempre termos ao nosso lado o "companheiro" dicionário. Por questão de elegância e mesmo porque as vezes nem todos possuem esta compreensão sua, sempre que me deparo com alguma palavra grafada de forma incorreta procuro comentar usando a referida de forma correta , pelo menos é um alerta para que o autor reveja com o dicionário aquela palavra. Uma certeza tenha:todos nós erramos,com raras exceções os filólogos e puristas da língua. Parabéns pela sua sinceridade , que inclusive é um alerta pra todos nós. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Minha querida

    E quem de nós não dá erros, eu por mim falo, por vezes só depois de ler diversas vezes é que dou com o erro, mas este texto está perfeito, não se preocupe, o que interessa é o conteúdo.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. Oii amiga, sinceramente não me prendo a erros de Português, acho que foco mais no conteúdo, p mim não deve desculpas nenhuma, tenho certeza que erro muito no meu Blog tbém, se alguém me avisar eu corrijo e vamos em frente! Bjoooosss e ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. Simone querida!
    Fique bem amiga, não se desculpe.
    Nossa língua é uma das mais difíceis de escrever,
    mesmo nos policiando... Quem nunca errou?
    Para mim seus textos são impecáveis
    e de uma essência que me encanta.
    Abraços e uma semana abençoada pra ti.

    ResponderExcluir
  8. Simone, eu também, nos meus texto tÊm vários erros. A língua portuguesa é mesmo muito difícil principalmente, a gramática.

    Você escreve tão lindamente bem que esse erros de português [que nunca vi] passam despercebidos!

    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM DE ANIVERSÁRIO PARA ALGUÉM QUE FOI MUITO ESPECIAL

HOJE TE DARIA UMA ROSA, MAS INFELIZMENTE NÃO POSSO DAR.
APENAS AQUI DEIXO UMAS POUCAS PALAVRAS PARA TE HOMENAGEAR.
HÁ CINCO LONGOS ANOS VOCÊ ME DEIXOU, COM UMA SEMENTE QUE BROTOU.
SIM FOI O MAIS LINDO PRESENTE QUE VOCÊ SEM QUERER ME OFERTOU.
A DOR DA SUA PARTIDA, DE REVOLTA E DOR, HOJE APENAS UMA GRANDE SAUDADE,
MAS NÃO SE PERDEU O GRANDE AMOR.
AMOR QUANDO VERDADEIRO NÃO SE MORRE ASSIM.
ERA SIM, COMO TODOS OS HUMANOS IMPERFEITO, MAS TE TENHO UM GRANDE RESPEITO, DE TUDO QUE FOI PRA MIM.
FELIZ ANIVERSÁRIO EU TE DIGO. PAULO AGILDO


Hoje nossa filha está crescida e muito parecida com o pai, ainda sente a dor da saudade, mas os poucos anos que  tiveram juntos foi muito especial e rico, teve momentos tão bonitos.  Tenho certeza que ela sempre vai se lembrar do melhor pai do mundo, e que Deus cuide muito bem desse homem que nos foi muito especial.

Seu sorriso no silêncio (FALECIMENTO DO MEU TIO-PAI)

Ontem seu sorriso se apagou nesse mundo, seus olhos se fecharam num sono profundo.
Mas ao te visualizar naquele lugar frio e impessoal com apenas flores artificiais,
quando minhas lágrimas caíram livremente e a consciência que é o fim pra todo humano existente,
que todos vamos por isso passar pois não ficaremos eternamente, deixando nesse mundo apenas as sementes, e as lembranças boas e ruins.
Quero me lembrar de você não como o meu último olhar, mas as risadas que ainda ecoam em meus ouvidos,
nunca dentro de mim apagará seu sorriso e a alegria que transbordava por onde passava
Nos seus 86 anos de vida nessa terra, você foi meu tio mas também meu pai o era.  Meu coração ainda está a chorar de saudades eternas. O nome do meu filho, hoje com 20 anos, foi você quem escolheu e foi tão perfeito que foi como Deus que me Deu, nunca poderia ter sido melhor escolhido pois também era como filho seu. A dor que hoje há em meu peito, sei que um dia irá passar, e apenas as boas lembranças da saudade irão…

CROMOS E KAIRÓS ( O TEMPO DE DEUS E O TEMPO DOS HOMENS

Significado da palavra Khronos (em grego Χρόνος, que significa ‘tempo’; em latim Chronus) Kairos (καιρός) é uma antiga palavra grega que significa "o momento certo" ou "oportuno"
"Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim." (Eclesiastes 3 : 11)



DEUS NÃO SE LIMITA AO TEMPO DO HOMEM POIS ELE TEM O PRÓPRIO TEMPO. POR ISSO SOMOS TÃO ANSIOSOS E VIVEMOS MAL NOSSO TEMPO, NOS PREOCUPAMOS EM CORRER E ESQUECEMOS DE VISUALIZAR O HOJE AO QUAL VIVEMOS. DEPOIS FICAMOS NUM FUTURO A  LAMENTAR O TEMPO PERDIDO