Pular para o conteúdo principal

Andando na corda bamba


Na corda bamba da minha vida,
não sei que decisão tomar,
se digo SIM ou se vou PENSAR.
Na indecisão de qual caminho tomar,
qual resposta dar,
se vou ou se fico, se deixo como está.
Se desisto, se me arrisco, se deixo de tentar.
Já não sei o que fazer,
pensamentos tumultuados fazem parte do meu viver.
Tem hora que quero, depois não mais.
Esperei tanto ser diferente,
agora sou como ausente em minhas decisões.
O que parecia ser o certo, agora me acho em dúvidas,
não me entendo, me canso de mim.
Sei que pra acertar sempre temos que abrir mão de outras coisas que nos traz comodidades.
Ma pra dizer a verdade, nem sei mais o que pensar.
Talvez tenha o que já há de melhor pra mim,
só não sei valorizar.
Na CORDA BAMBA DA MINHA VIDA, fico a me balançar,
se cair estarei perdida não sei onde irei parar.
Sei que decisões tomadas não voltam atrás,
ou me acomodo e me contento ou continuo sem saber onde chegar.
(Simone Prado)

Comentários

  1. Simone, muito bem versada esta corda bamba em que todos nós nos encontramos.
    Beijo no coração
    Manoel

    ResponderExcluir
  2. Todos nós nos identificamos com o teu texto "somos cheios de contradições ; penso q podemos voltar atrás, sim não é vergonha l
    mudar ... E não devemos deixar de tentar, nunca!
    Andando na Na corda bamba* é tão mais normal d que parece ...
    Beijus, ótima noite pra ti;
    # não vais cair; confia!

    ResponderExcluir
  3. Fico feliz em perceber que certas pessoas,
    como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
    Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
    melhor de todos os passageiros.
    Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
    e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
    com certeza,o vagão é o mesmo.
    Com saudades desejo um feliz Domingo,
    beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
    A Viagem..

    ResponderExcluir
  4. Minha querida

    Infelizmente a vida não tráz livro de instruções e nós simples mortais, temos que ir tateando a cada novo dia, sem saber qual o caminho mais certo.
    Como sempre é um gosto ler-te, sempre profundos os temas.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  5. Olá amiga Simone, indecisão, confusão, sem saber o que fazer. Há coisas que nos tiram o chão. Essa semana fiquei assim, mas pedi orientação a Deus, pensei, pensei, no que eu poderia fazer, é ruim todo esse sentimento, mas já estou mais tranquila agora. Me vi em seu texto, como sempre você descreve de forma poética, muito bem os sentimentos, e acabamos nos vendo em seus textos, em certa parte. Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Se estiveres a domir acorda
    Que eu te venho visitar
    Abre depressa essa porta
    Para eu poder entrar!

    Não cais dessa corda
    Antes de eu ai chegar
    Vou já para ai agora
    Sem protecção podes ficar!

    É perigoso uma queda no chão
    Teu corpo pode não aguentar
    Nessa corda bamba o teu coração
    Se caíres, ferido ele pode ficar!

    Boa segunda-feira para você,
    um bjo
    Eduardo.





    ResponderExcluir
  7. Querida, essa corda bamba acontece com todo o ser humano, mas acho que nós mulheres exageramos nesses jogos de (des)equilibrio...
    Mudou o look do blog!? Gostei.
    Beijos, mil
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  8. Nunca saberemos, só mesmo passando pela situação, o pior de tudo é saber que nao tem mais volta se no caso se arrepender depois, pensar bastante e pedir ajuda a Deus, só ele te guiará ao caminho certo, embora pra vc nunca será...

    ResponderExcluir
  9. Oi Simone Prado! entrei para conhecer teu blog, achei muito interessante suas postagens, já estou ficando. Convido você a conhecer o meu, se gostar participa. Bjuss um final de semana abençoado.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CROMOS E KAIRÓS ( O TEMPO DE DEUS E O TEMPO DOS HOMENS

Significado da palavra Khronos (em grego Χρόνος, que significa ‘tempo’; em latim Chronus) Kairos (καιρός) é uma antiga palavra grega que significa "o momento certo" ou "oportuno"
"Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim." (Eclesiastes 3 : 11)



DEUS NÃO SE LIMITA AO TEMPO DO HOMEM POIS ELE TEM O PRÓPRIO TEMPO. POR ISSO SOMOS TÃO ANSIOSOS E VIVEMOS MAL NOSSO TEMPO, NOS PREOCUPAMOS EM CORRER E ESQUECEMOS DE VISUALIZAR O HOJE AO QUAL VIVEMOS. DEPOIS FICAMOS NUM FUTURO A  LAMENTAR O TEMPO PERDIDO



Seu sorriso no silêncio (FALECIMENTO DO MEU TIO-PAI)

Ontem seu sorriso se apagou nesse mundo, seus olhos se fecharam num sono profundo.
Mas ao te visualizar naquele lugar frio e impessoal com apenas flores artificiais,
quando minhas lágrimas caíram livremente e a consciência que é o fim pra todo humano existente,
que todos vamos por isso passar pois não ficaremos eternamente, deixando nesse mundo apenas as sementes, e as lembranças boas e ruins.
Quero me lembrar de você não como o meu último olhar, mas as risadas que ainda ecoam em meus ouvidos,
nunca dentro de mim apagará seu sorriso e a alegria que transbordava por onde passava
Nos seus 86 anos de vida nessa terra, você foi meu tio mas também meu pai o era.  Meu coração ainda está a chorar de saudades eternas. O nome do meu filho, hoje com 20 anos, foi você quem escolheu e foi tão perfeito que foi como Deus que me Deu, nunca poderia ter sido melhor escolhido pois também era como filho seu. A dor que hoje há em meu peito, sei que um dia irá passar, e apenas as boas lembranças da saudade irão…

Sou apenas uma joaninha

A caminhar pelo jardim, pousando em cada flor, voando assim, assim.
Sou apenas uma joaninha de tão pequenina, mas onde passo deixo meu encanto, meus desenhos atraem olhares por todos os cantos.
Minha diversidade de cores traduz a perfeição da criação, sou inofensiva, as crianças gostam de comigo brincar, sou tão linda que querem sempre me pegar.
Vou caminhando lentamente, as vezes, chego a dar pequenos voos. Sou joaninha simplesmente, nesse mundo gigantesco, mas trago comigo grande apreço, que alegro onde passar. (Simone Prado)