quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Volte Amor!

Onde foi parar?
Aquele que me alegra,
o que  faz sentir que o mundo é real para mim?
Onde foi parar?
O que me faz sonhar,
meus olhos a brilhar,
meu coração a disparar tão acelerado,
que parece saltar do meu peito,
fazendo minhas pernas estremecerem?
Onde foi parar?
Volte! Quero novamente ter você em mim,
despertando esse sentimento sem fim.
Um dia em minha vida você chegou,
entendi que seu nome era AMOR,
o que eu buscava sem encontrar,
mas foste embora e me abandonou.
Volte AMOR! Volte!
Quero que me leve a flutuar novamente,
me faça sentir emoções ainda maiores que juntos vivemos,
quero que seja eterno e intenso.
Não sei como será o rosto, nem o sabor,
nem mesmo a cor,
mas venha depressa, e me desperta pra viver esse amor.
AMOR você sentimento que me encanta,
que me faz viva, preciso de ti.

5 comentários:

  1. Esse amor tão teimoso
    Onde é que ele foi parar
    Meu querido mês de Agosto
    Continua sol e alegria nos dar!

    Seus olhos a brilhar
    seus lábios a sorrir
    Dentro do peito estar
    Coração amor a sentir!

    De felicidade a saltar
    Dentro do seu peito
    Ele quer encontrar e amar
    Aquele amor perfeito!

    Volta para mima amor
    Não me deixes abandonada
    Irei ao jardim colher uma flor
    Para ti senhorita apaixonada!

    Boa quarta-feira para você,
    espero que as férias tenham sido ótimas.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Simone. Um amor tão intenso que precisa ser sentido na pele, no olhar, através do cheiro, da alma e do toque.
    Sem isso, somos criaturas tentando sobreviver em um deserto sem êxito algum, morrendo aos poucos de sede de amar.
    Beijos na alma e fique na paz!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Simone!
    Você tem alma de poeta, tudo que você escreve
    é maravilhoso, eu adoro.
    Um beijo em seu coração e lindas inspirações
    para você.

    ResponderExcluir
  4. Amiga Simone, eis o amor, tempero da vida. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

    ResponderExcluir
  5. Verdade? A saúde também faz muita falta mas o Amor... ahhh, o Amor! Sem ele todos os dias são cinzentos.
    Desejo-lhe muitos dias coloridos, querida Simone.
    Beijinho da Ruthia d'O Berço do Mundo
    http://bercodomundo.blogspot.pt/

    ResponderExcluir