quarta-feira, 20 de junho de 2012

No silencio da alma

Me silêncio nas coisas que não posso fazer,
no silêncio de minha alma é necessário por um momento viver.
Depois de um grande ataque de guerra onde todas as nossas forças são esvaídas,
é preciso de silêncio para renová-las, no silêncio da alma contida.
É como derramar as lágrimas somente internamente com os olhos secos no exterior.
É um grito mudo em meio ao silêncio, o silêncio interior.
Silenciei minha alma, pedi pra mim: por favor calma.
No sofrimento solitário das adversidades da vida,
aprendi a conviver com as feridas, porém sei que cada uma delas em seu tempo contido,
vai sendo limpas no tempo devido.
Quantas vezes fechei e abri meu coração e quantas vezes foi em vão,
 mas é assim que aprendo a cada dia a superar minhas emoções.
No silêncio de minha alma, procuro conter-me, procuro me acalentar,
quantas vezes somos tiranos com nós mesmos, extraindo de nós o melhor caldo.
Mas também é sabedoria da alma saber como devemos por um tempo parar,
e no silêncio da alma esperar.
Quantas portas bati que não se abriram, 
quantas palavras que esperei receber que não ouvi,
 nem por isso vou deixar me matar. 
No silêncio da alma nesse momento me calo,
E NÃO QUERO MAIS FALAR.
(Simone Prado)

13 comentários:

  1. Um texto pleno de muito sentimento, onde o silêncio pode ajudar se for transformado em uma prece a Deus pedindo-lhe para ajudar com a Sua Sublime Luz.
    Certamente de alguma forma a resposta virá com a ajuda que necessitar.
    Um beijo.
    Élys.

    ResponderExcluir
  2. Romantismo ímpar. Amor tocável. Vela inspiração como sempre. Parabéns, minha querida!

    Uma ótima noite de quarta-feira.
    Um grande abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto minha queridíssima. "Conter-se" foi o tema que eu encontrei nas suas entrelinhas, e tive várias interpretações, dentre elas a minha última postagem. É muito bom tê-la por perto! Beijo doce!

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto Simone!!
    É no silêncio da alma que encontramos nossas respostas.
    Excelente reflexão.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. SILÊNCIO !!!
    Palavras escritas pelo silêncio da alma...lindo minha querida ...
    bjssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  6. Passei para te trazer um abraço apertadinho e um gostoso cheirinho de bom dia!
    Que o seu dia seja iluminado.
    Beijokinhas docinhas
    Gracita

    ResponderExcluir
  7. Oiii amiga, bom estar de volta, já estava tensa a saudades rsrs, estou precisando de um pouco de silencio, entrar em contato com a natureza, e silenciar, mas acho que vai demorar p esse momento chegar rsr Bjoooooosss

    ResponderExcluir
  8. No silêncio da alma
    Se não venceu foi vencida
    Depois de uma guerra...
    Continua nova vida!

    De orgulho sorrir
    Mesmo que seja vencida
    Em silêncio construir
    Tudo o que deseja em sua vida!

    Boa quinta-feira para você, amiga Simone Prado.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  9. Um silêncio pode significar uma resposta positiva ou não, pode significar rejeição, mas tambem pode tranquilizar um coração, na imensidão do mundo não saberemos quem mais alto grite quando o silêncio persiste e não nos deixa opinar.
    Não devemos nos calar, mesmo que a força dentro de nós peça pra não gritar, vamos reagir e coragem sempre pra colocar pra fora nossa vontade e nossa fé.
    Amei, bj bom dia

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Seu blog é muito legal,conteúdo interessante e muito bem escrito.
    Parabéns.
    Até mais

    ResponderExcluir
  11. AS PALAVRAS SÃO LINDA FAZEM MUITO SENTIDO CONCERTEZA PARA MUITOS, É COMO RETRATAR UM GRITO EM MEIO A ESCURIDÃO.

    É LINDO.

    ATÉ MAIS E UM GRANDE ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  12. Lindo texto, Simone!

    Ah, o silêncio esse bem que ora se faz tão necessário, ora fere tanto a gente.

    Um fim de semana iluminado.

    ResponderExcluir