segunda-feira, 28 de maio de 2012

Tapa na cara

Quantas vezes levei da vida um tapa na cara.
Tão doído, quando esperava por um sorriso.
Tantas outras, as palavras me chicotearam,
me esfolaram, fui agredida em minhas emoções,
envergonhada,quantas vezes eu chorei em público.
Pedi perdão quando não tinha errado, apenas por um gesto educado.
Quantas vezes não entendi nada, era inocente, e tantas outras também pequei, ofendi, esfacelei emoções.


Quantas vezes pisei em corações que imploravam,
em olhares e palavras que se calavam.
Fui sem dó,como a maltratar.
Quantos poucos olhares eu dei, com lágrimas derramadas, nem me importei.


Quantas vezes pensei estar por cima e tão por baixo.
Calçada mas de pé no chão. Pobreza de espírito nas emoções.
Tantas outras situações estava tão emotiva, parecia uma rosa ao chão desfalecida.


Quantos tapas na cara eu dei, tantos outros eu levei.
quantos sorrisos a vida me arrancou dos meus lábios,
tantos outros eu arranquei dela quando ela achava que venceu.
Muitas vezes eu nem sabia quem era eu, cansada, abatida, ...com as coisas dessa vida. Mas quanto ainda vou arrancar dela, aquilo que é meu, os sonhos e planos que sonhei, os amores que amei, as escolhas que fiz ou que ainda ei de fazer. Da vida bandida descobri, das coisas que perdi, que nada é eternamente, que tudo tem como virar a questão. Da face marcada e dos arranhões, um sorriso pode nascer, assim como uma lágrima posso de alegria derramar, rindo da cara da vida a festejar. Arrancando dela com minhas próprias mãos tudo que me é de direito arrancar. (Simone Prado)

6 comentários:

  1. Da vida apanhamos muitas vezes, e muitas vezes batemos tambem, por sermos fortes encontramos inúmeras forças para nos levantar e apanhar de novo, e vamos que vamos, faz parte dessa batalha deliciosa que chamamos de vida.

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga, acho que todos nós ja levamos e já demos muitos, de alguns que dei me arrependo muito, mas na época não sabia que me arrependeria, rsrsr fazer o que, ainda levaremos e certamente ainda daremos! Bjoooss

    ResponderExcluir
  3. Tampa na cara, sem jeito
    Dessa mão desgovernada
    Contra agressão protesto
    Por não ser justificada!

    Ter a boca para falar
    Educadamente o fazer
    Porque não dialogar
    Para os problemas resolver!

    Se não saber tem de aprender
    Numa mulher não se bate
    Nem mesmo com uma flor bater
    Poderá ser grande disparate!

    Com abraços e beijos
    E muito amor no coração
    Satisfazendo seus desejos
    Numa feliz e louca paixão!

    Boa terça-feira, e cuidado com a tampa na cara!
    A tanta ser para tapar a panela
    E não para dar na cara dela!

    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Migo a foto foi só representando um tapa na cara dado pela vida e não pelo homem propriamente, foi o mais próximo que consegui achar....também não aceito homem que bate em mulher. bjim.

      Excluir
  4. Muito linda a sua sinceridade minha querida...e assim de algum modo somos todos nós, mas é vivendo, errando e acertando que a gente vai aprendendo, não é mesmo?
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir