Pular para o conteúdo principal

É PRECISO RETIRAR OS CARRAPICHOS.


Na vida é preciso deixar os carrapichos para que possamos caminhar livremente.
Um dia tive um sonho meio acordada onde eu andava com muita dificuldade e nas minhas bocas de calça continham vários carrapichos que tornavam meus passos pesados e atrapalhados, pois ao andar uma perna grudava na outra. Através dessa visão Deus falou em meu coração: está vendo isso? Para que seus passos sejam livres é preciso deixar os carrapichos, parar, retirá-los um por um e voltar a caminhar. Carrapichos para quem não sabe é Semente espinhosa de certas plantas.Erva daninha cujos frutos aderem ao pelo dos animais, e grudam em roupas, cabelos... naquele momento entendi que em nossa vida há pessoas que são como carrapichos, que grudam, que sugam, que sufocam...e para caminharmos precisamos retirá-las uma a uma de nosso caminho. Claro sem ser radical, terminando amizades e relacionamentos mas simplesmente se afastando. Que também não sejamos como carrapichos na vida de ninguém, atrapalhando os seus passos...  e só procurando as pessoas quando precisamos delas. Hoje na minha caminhada me lembrei desse dia, e preciso tirar alguns carrapichos da minhas pernas e de meus pensamentos, assim como velhas coisas em nossa mente também são como carrapichos e precisamos nos libertar.
(Simone Prado) 

Comentários

  1. Muito lindo teu texto e fazia tempo não lembrava da palavra carrapichos...Adorei! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá Simone!
    Sim, é preciso se libertar dos carrapichos. Linda postagem!
    Abraços.
    Tenha uma excelente semana!
    Convido para que leia e comente “O COMEÇO DO FIM DO MUNDO” no http://jefhcardoso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Amei..lindo..lindo..bj querida..bom dia

    ResponderExcluir
  4. Que lindo Srta, eu precisava muito ler algo assim viu, brigaduu

    ResponderExcluir
  5. Você me fez recordar a infância, quando brincávamos e, do mato, trazíamos carrapichos (rss). Colocou-os na vida, com sabedoria. Não devem permanecer, seja no corpo, seja na mente. Com calma e sabedoria, podemos eliminá-los.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Carrapichos serem tão chatos
    Que muito dão que falar
    Em todos os lados encontrados
    Que não nos deixam sossegar.

    Disso Simone Prado saber
    De seu caminho os pretende tirar
    Porque a fizeram sofrer
    Precisa deles se libertar.

    Que marotos eles serem,
    Porque tanto a castigaram
    Sua amizade mais não merecerem
    Até parece que suas pernas arranharam?

    Desejo uma boa tarde para você.
    Um beijo, e muito cuidado com os carrapichos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Simone, nunca é demais fazermos essas limpezas conscientes.
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. bela provocação. textos sao assim, provocaçoes, desafios, seduçoes. parabens, agora, desculpe, preciso tirar meus carrapichos. abraços lamarque

    ResponderExcluir
  9. Quando são carrapichos precisamos retirá-los de forma bem consciente.Tenha uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá Simone querida,
    Gostei muito de seu texto.
    Você tem razão quando diz que precisamos livrar-nos do que nos impede o livre caminhar. Sem impedimentos, cada um poderá escolher seu rumo nas estradas da vida.
    Ótimo texto para reflexão.
    Um beijo em seu coração, amiga.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  11. Que bom ter descoberto teu blog: me encantou. Obrigada.
    BShell

    ResponderExcluir
  12. É sempre necessário, aliviar a bagagem que carregamos nesta nossa viagem. Por vezes carregamos demasiadas coisas que nem sequer nos fazem falta, ou simplesmente nos prejudicam e impedem de avançar...
    Bonita reflexão

    Beijos
    Sónia

    ResponderExcluir
  13. AS vezes se torna difícil eliminar de vez certos carrapichos, mas com o tempo tudo se resolve e entra nos eixos, e as vezes leva para longe esses carrapichos, beijos e bom dia!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CROMOS E KAIRÓS ( O TEMPO DE DEUS E O TEMPO DOS HOMENS

Significado da palavra Khronos (em grego Χρόνος, que significa ‘tempo’; em latim Chronus) Kairos (καιρός) é uma antiga palavra grega que significa "o momento certo" ou "oportuno"
"Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim." (Eclesiastes 3 : 11)



DEUS NÃO SE LIMITA AO TEMPO DO HOMEM POIS ELE TEM O PRÓPRIO TEMPO. POR ISSO SOMOS TÃO ANSIOSOS E VIVEMOS MAL NOSSO TEMPO, NOS PREOCUPAMOS EM CORRER E ESQUECEMOS DE VISUALIZAR O HOJE AO QUAL VIVEMOS. DEPOIS FICAMOS NUM FUTURO A  LAMENTAR O TEMPO PERDIDO



Seu sorriso no silêncio (FALECIMENTO DO MEU TIO-PAI)

Ontem seu sorriso se apagou nesse mundo, seus olhos se fecharam num sono profundo.
Mas ao te visualizar naquele lugar frio e impessoal com apenas flores artificiais,
quando minhas lágrimas caíram livremente e a consciência que é o fim pra todo humano existente,
que todos vamos por isso passar pois não ficaremos eternamente, deixando nesse mundo apenas as sementes, e as lembranças boas e ruins.
Quero me lembrar de você não como o meu último olhar, mas as risadas que ainda ecoam em meus ouvidos,
nunca dentro de mim apagará seu sorriso e a alegria que transbordava por onde passava
Nos seus 86 anos de vida nessa terra, você foi meu tio mas também meu pai o era.  Meu coração ainda está a chorar de saudades eternas. O nome do meu filho, hoje com 20 anos, foi você quem escolheu e foi tão perfeito que foi como Deus que me Deu, nunca poderia ter sido melhor escolhido pois também era como filho seu. A dor que hoje há em meu peito, sei que um dia irá passar, e apenas as boas lembranças da saudade irão…

Sou apenas uma joaninha

A caminhar pelo jardim, pousando em cada flor, voando assim, assim.
Sou apenas uma joaninha de tão pequenina, mas onde passo deixo meu encanto, meus desenhos atraem olhares por todos os cantos.
Minha diversidade de cores traduz a perfeição da criação, sou inofensiva, as crianças gostam de comigo brincar, sou tão linda que querem sempre me pegar.
Vou caminhando lentamente, as vezes, chego a dar pequenos voos. Sou joaninha simplesmente, nesse mundo gigantesco, mas trago comigo grande apreço, que alegro onde passar. (Simone Prado)