segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

DESCULPE-ME OU PERDOA-ME



Desculpe-me  eu não pude desistir dos meus sonhos e planos mesmo que no meu caminho alguém fosse sofrer. Perdoe-me, eu tentei, fechei meus olhos e quase desisti de tentar ser feliz pra não ver você perder, mas entendi que não dá pra perder alguém que nunca se teve pois nunca pertenci a você. Eu sou livre e se meu coração não amar é a mesma sensação de morrer. Não me retenha, eu preciso ir, ir em busca do meu caminho no horizonte e ainda que eu volte mesmo de mãos vazias terei dentro de mim a certeza que lutei. Se eu desistir desse sonho sei que passarei uma vida a lamentar, quantas vezes disse a mim que tudo bem, que aguentaria viver sem amar. Mas perdão a mim mesma eu peço por pensar suportar a dor de uma solidão interna que tantas vezes me dilacera querendo de mim a convicção roubar. Sou movida ao amor e sou como a flor sem vida no chão secar, se não percorrer os montes e não querer voar. Desculpa-me se não suportei  me aprisionar mais uma vez e preciso me libertar, abra as portas e saia da frente pois levo em meu bico a semente para a boa terra encontrar.
(SIMONE PRADO)
É preciso ir em busca,
É preciso encontrar
Mesmo que seja noite fosca
Qualquer hora é boa para amar.


No seu caminho do horizonte,
Alguém por você espera
Mesmo que seja distante
No monte, é tão linda a primavera


Nos campos em flor,
Da mais bela natureza
Movida pelo amor
A mulher e sua beleza.

10 comentários:

  1. Senti o vôo daqui....
    Que lindeza!!!

    Bjo

    ResponderExcluir
  2. pura sintonia querida...rs..boa semana..super beijo..viajando amanhã por isso estarei ausente..mas volto logo.

    ResponderExcluir
  3. Belo texto poético.Lindo!...
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. A liberdade é um sonho de todos nós, assim pássaros não devem viver em gaiolas.Lindo seu poema.
    .Hoje estou sendo entrevistado no blog da Anne Lieri, se puder faça uma visita e conheça um pouco do meu trabalho, desde já lhe agradeço, link abaixo

    http://recantodosautores.blogspot.com/2012/02/recanto-entrevista-arnoldo-pimentel.html

    ResponderExcluir
  5. É preciso ir em busca,
    É preciso encontrar
    Mesmo que seja noite fosca
    Qualquer hora é boa para amar.

    No seu caminho do horizonte,
    Alguém por você espera
    Mesmo que seja distante
    No monte, é tão linda a primavera

    Nos campos em flor,
    Da mais bela natureza
    Movida pelo amor
    A mulher e sua beleza.

    Desejo uma linda noite para você.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. BOA NOITE
    QUE TEXTO LINDO.
    PASSANDO PARA TE DESEJAR UMA FELIZ SEMANA.UM ABRAÇO
    BRISA

    ResponderExcluir
  7. Quanta inspiração, amiga!
    A Liberdade é tudo de bom! *...um bem valioso, amo ser livre, por isso vivo sem amarras, é assim...e a vida é bela !!!
    Um forte abraço.
    Mery*

    ResponderExcluir
  8. Passei para ler novamente esse poema, muito lindo mesmo, pois fala de amor, de liberdade.Estou sendo entrevistado no blog da Anne Lieri, se puder faça uma visita e conheça um pouco do meu trabalho, desde já lhe agradeço, link abaixo

    http://recantodosautores.blogspot.com/2012/02/recanto-entrevista-arnoldo-pimentel.html

    ResponderExcluir
  9. É minha amiga, nem sempre as coisas podem ser do jeito que a gente quer, e se algo nos agrada a outros pode desagradar, e nos prendermos em alguém, a quem o coração não deseja amar é sofrer duplamente, por que passamos a pessoa o nosso desagrado e o nosso mal estar emocional, ser livre é o primeiro passo e poder escolher o caminho é uma prova de que Deus nos quer sempre felizes e Ele com certeza vai entender se errarmos e Dele teremos sempre o perdão e o amor que incondicionalmente Ele nos da a cada dia das nossas vidas, belo desabafo, beijos e bom dia!

    ResponderExcluir
  10. Simone,acabei de escrever um conto que fala mais ou menos isso e vou postar amanhã!Não servimos para viver em gaiolas,com certeza!Linda sua poesia!Bjs,

    ResponderExcluir