sexta-feira, 30 de setembro de 2011

UM DIA DE POESIA NA ESCOLA



Fui convidada pela professora Elis,professora da minha filha Paola, a estar passando algumas horas na escola. Objetivo, levar a Poesia ao corações das crianças incentivando-as nesse caminho maravilhoso desde cedo. A faixa etária desta turminha é de 8, 9 anos em diante. Fiquei super contente, e vamos sim, fazer esse trabalho. Será na próxima semana. Se vocês querem comigo participar, mande pra mim alguma poesia, o tema é livre. Que não seja muito extensa pois nosso tempo será limitado. Estaremos dando a oportunidade a essas crianças de criarem. Hoje fui conhecer a turminha, e fui muito bem recebida. Moramos numa vila chamada Parque Mambucaba/Angra dos Reis. Vou levar a poesia de vocês, junto com as minhas e dizer que criaram especialmente para eles. Aqui, a violência começa bem cedo, precisamos juntos fazermos alguma coisa para ensinar nossas crianças a verem a vida com muito mais poesia. CONTO COM A PARTICIPAÇÃO DE VOCÊS. BJOS. (Esse dia deve ser na próxima terça feira)- A  turma está no quarto ano do ensino fundamental.


Quero com essas crianças,
com palavras brincar,
fazendo poesia,
por onde passar.

Quero mostrar pra elas,
como é belo poetar,
levando o amor fluir
de seus corações.

Vamos juntos trabalhar,
nessa corrente bem forte,
como poeta venha ajudar,
distribuindo sentimentos,
e os corações alegrar.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

COISAS PRA VIVER (Marly Bastos)

COISAS PRA VIVER
Onde ficou minha juventude?
Por onde se embaçou meu viço?
Tantas coisas pra viver,
Presas na gaveta do tempo,
Emperrada pelo cotidiano.
E assim...
A vida vai passando,
O tempo correndo,
Os sonhos crescendo...
A alegria que vem e vai.
A tristeza camuflada...
Que vincos são esses no meu rosto?
Caminhos de aprendizagem?
Sinônimos de longo viver?
Ou seria o reflexo
Do amarrotar da alma?
Ou do morrer da juventude?...
Então, dou vivas ao amadurecer!
Na face,
Semblante perfeito onde o sorriso nasce,
No riso,
De deliciosos momentos sem siso.
No amor,
Mesmo que cresça na dor.
Nos vincos e laços,
Que juntam num todo, meus pedaços...
Marly Bastos
FELICIDADES SEMPRE!



http://palavrasaobelprazer.blogspot.com/


Amiga,
desejo que numa caixinha bem colorida, com lindas fitas, um anjo de Deus venha lhe entregar. Nela contenha um lindo presente somente para te alegrar

Edumanes (EDUARDO) meu amigo poeta

No embalar do vento
Corpo feliz se sente
De tudo o que se passa no tempo
Que o amor não esteja ausente
Desta alegre poesia
Dos galhos quebrados
Viver com saúde e alegria
E com o amor nos seus braços!
Juntinho ao coração
Sentir o seu calor
Mesmo que seja na escuridão
Não perde o seu valor!

Para você, Simone Prado,
Sua elegância tem valor
Já a tinha imaginado
Botão de rosa em flor!



http://nascinoalentejo.blogspot.com/


Seus comentários em versos e rimas,
 faz sentir-me como menina.
Deixam meus cabelos soltos ao vento,
se preciso durmo ao relento.
Sinto a brisa do vento trazendo-me frescor,
recebo sua amizade em forma de flor.


(simone prado)

NO CANTO DAS ROSAS


SINTO O EMBALAR DO VENTO,
INVADINDO MEUS PENSAMENTOS,
OUSO O CANTO DOS PÁSSAROS,
PENETRANDO EM MEU ESPAÇO.
NA ORQUESTRA DAS ROSAS,
QUERO MAESTRAR EM POESIA ,
TRAZENDO ACORDES EM FORMA DE ALEGRIA.
NO BALÉ CLÁSSICO DO MOVIMENTO DE SEUS GALHOS,
QUERO ME ENCANTAR COM A SUA SINTONIA.
DAS ROSAS QUE ME EMBALAM TODOS OS DIAS,
QUERO O PERFUME, A SUA NOSTALGIA,
QUERO SUAS CORES EM PERFEITA HARMONIA.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

(Martin Luther King)


"Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização”.  (Martin Luther King)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

EU E VOCÊ

VAMOS JUNTAS POR AI,
CAMINHANDO UNIDAS SEM DESISTIR.
ELO DE AMOR FRATERNO,
AS VEZES BRIGAMOS, MAS DEPOIS NOS PERDOAMOS.
DEUS NOS UNIU ANTES DO VENTRE,
NUM SONHO JAMAIS ESQUECIDO.
ESPERA DE MUITOS ANOS QUASE DESISTIDOS,
COMO NUM ENCANTO DE MILAGRE,
VOCÊ CHEGOU EM MINHA VIDA,
PASSAMOS MAUS MOMENTOS,
HORAS MUITO SOFRIDAS.
VOCÊ FOI MEU AMPARO, MINHA COMPANHIA,
SEI QUE AS VEZES PERCO A PACIÊNCIA E NÃO TE ENTENDO.
PORÉM SEI QUE JUNTAS VAMOS NESSA VIDA,
NESSA MISSÃO QUE É TE CRIAR.
QUE SEJA MINHA FILHA BEM AVENTURADA POR ONDE PASSAR.
QUE SEU FUTURO DEUS VENHA ESCREVER COM PENA DE OURO,
FAZENDO DE TI, UM GRANDE TESOURO.
QUE NO LUGAR DE DOR ESTEJA SEMPRE O AMOR.
QUE AO INVÉS DE PEDRAS, ELE DISTRIBUA AS PÉTALAS...
SEU TEMPERAMENTO UM TANTO EXPLOSIVO,
MAS TEM UM CORAÇÃO TÃO CARINHOSO,
SEJA FELIZ E DEIXE O AMOR DE DEUS TE GUIAR.
PORQUE VOCÊ NASCEU PARA AMAR.

domingo, 25 de setembro de 2011

SONHO DISTANTE


DE TODOS OS MEUS SONHOS,
DO QUE NÃO CONQUISTEI,
COM VOCÊ ME DEPAREI.
O QUERER QUE SOBREVIVE 
EM MEIO AS CIRCUNSTÂNCIAS ADVERSAS.
O AMANHÃ QUE SEM TI DESPERTA.
O QUERER QUE É SOMENTE UM QUERER,
DOS CONTRATEMPOS QUE NÃO POSSO TER.
DO OLHAR DE UMA CRIANÇA NUMA VITRINE DE BRINQUEDOS,
E O PAPAI E A MAMÃE DIZENDO QUE NÃO O PODE DAR.
ASSIM ME SINTO TE QUERENDO SEM PODER TE TOCAR.
DO OLHAR TRISTE, DO SIMPLES AQUIETAR,
DE UM CORAÇÃO QUE DESEJA SOMENTE AMAR.
DA CONFORMAÇÃO QUE AS VEZES SE REVOLTA,
DA ESPERANÇA QUE NEM SEMPRE VOLTA,
DA DOR QUE CHORA MEU QUERER,
FICO CABISBAIXA,
PENSANDO NÃO MERECER.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Obrigada a todos pelos votos de felicidade!



Uma rosa para você,
que veio aqui para me abençoar,
com palavras e carinhos para me alegrar.


Que essa rosa venha  trazer,
maravilhas para acontecer em sua vida.
Que a felicidade seja sua eterna companheira.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

HOJE É MEU ANIVERSÁRIO 43 aninhos, uma menina...kkkk



agradeço a todos que tem caminhado comigo,
que sempre estão com uma palavra de isentivo, de paz de esperança...
de amizades sem mesmo nos conhecermos pessoalmente.
Obrigada, por sua presença em minha vida, 
sem cada um de vocês eu não estaria aqui nesse blog.
Quando cheguei até a parar, tive amigos pra me amparar,
quando minhas pernas não tinham mais forças para continuar na caminhada,
aqui encontrei palavras.
Agradeço a todos por cada vida aqui representada e que Deus os abençoe.

HOJE AMANHECI NA MINHA CAMINHADA MATINAL NA PRAIA. AGRADECENDO A DEUS POR MAIS UM ANO DE VIDA. PEDINDO PERDÃO PELAS MINHAS FALHAS E RENOVAÇÃO DE FORÇAS. SEI QUE NÃO SOU UMA FILHA MUITO FÁCIL PARA MEU PAI DEUS. MEIO CABEÇUDA, AS VEZES, MAS ELE ME CONHECE, TAMBÉM SOU OBRA DE SUA CRIAÇÃO. 

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Tenho medo

De ser vitima da amargura,
de não saber mais transmitir carinho,
e nem querer deixar se acarinhar.
Tenho medo de ficar tão dura,
das palavras secarem no meu peito,
dos caminhos de amor serem desfeitos,
e só as pedras trilhar.


Tenho medo de não achar alegria nas coisas simples do dia a dia,
de não ter mais meu coração aquecido,
deixá-lo esfriar.
Ah! Tenho medo de não mais saber amar.


Tenho medo do rancor, da revolta,
de fechar todas as portas e não mais a mim suportar,
de deixar as dores da vida de mim se acercar. 


De perder os sonhos, a Fé, a esperança e me acomodar,
tenho medo de não saber mais andar.


Tenho medo de olhar para o meu lado e não ter mais ninguém,
por ter se trancado dentro de mim,
tenho medo de ser assim.


Do cansaço invadir minha mente,
me esquecendo que ainda sou gente,
e morrer dentro de mim.

domingo, 18 de setembro de 2011

Não vou mais...

Ficar esperando você,
vou te olhar como um amigo,
do resto esquecer.
Preciso cair numa realidade,
que não quero mais crer.
Não posso passar o resto da minha vida
a esperar você.
Jamais vou esquecer de palavras que um dia ouvi de você,
que ficarmos juntos só dependia de mim.
Eu lutei, fiz tudo, renunciei, mudei, preparei ...
Sem cobranças, mas sempre esperamos reciprocidade.
O que você fez por nós?
Você está no mesmo lugar!
Enquanto eu corri ao invés de andar.
Corri por que acreditei ser isso a esperança,
de um amor que poderia ser mais que lembrança.
Mas hoje o que sobra é um lugar de amigo,
senão vou ficar correndo perigo de perder 
mais de mim nessa suposta união.
Você nos vê como o impossível,
somente por causa de uma distância.
Se amigo é o que se contenta ser,
então que seja por mero prazer.
Vou levando minha vida,
esperando um outro alguém conhecer.

sábado, 17 de setembro de 2011

Tempo de escravidão.



Uma vez me falaram que um escravo depois de liberto,
não sabe o que fazer com sua carta de auforria, devido ao tempo vivido como escravo.
Não estou falando somente nesse sentido, porém no sentido espiritual.
Depois de libertos, muitas vezes sentimos falta do tempo de escravidão. Por que não sabemos o que fazer da nossa libertação. Quantas vezes olhamos para trás, relembrando de coisas que nos davam entre "" alguma alegria. Nos contentamos com as migalhas quando já não se tem mais corrente em nossos pés e em nossas mãos, simplesmente pelo fato de se ter passado longo tempo na escravidão. Assim como o povo depois de ter saído do Egito, se lamentando dos tempos de cativeiro na passagem pelo deserto. (Êxodo). Ainda hoje somos assim. Estamos acostumados com a serventia e tendemos a querer voltar pra ela. Vai se entender...hoje tenho certeza que isso acontece.

Quando voltará?

A FELICIDADE QUE UM DIA BATEU ASAS E VOOU,
DEIXANDO-ME NA TRISTEZA DE TER PERDIDO UM GRANDE AMOR.
QUANDO VOLTARÁ? SERÁ QUE AINDA DEMORA,
OU UM DIA VAI CHEGAR?
SERÁ QUE PASSOU SÓ UMA VEZ?
SERÁ QUE AS LEMBRANÇAS SERÃO APENAS O MEU CONSOLO?
TE ESPERO TODOS OS DIAS MAS NUNCA VEM,
NO FIM DA TARDE A MESMA NOSTALGIA,
DE MAIS UM DIA SEM VOCÊ.
VOU LEVANDO ESSA VIDA VIVENDO APENAS O QUE SE HÁ PRA VIVER,
TALVEZ SEJA O MUITO QUE FIZ POR MERECER.
GOSTARIA DE TE VER NOVAMENTE,
E QUE NUNCA FOSSE PARTIR,
MINHA FELICIDADE QUERIDA,
QUE UM DIA TEVE QUE IR.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

No recanto de uma noite



FICO O CÉU A ESPREITAR,
UMA SENSAÇÃO DE DESLUMBRAMENTO ME INVADE.
TENTO, MAS NÃO CONSIGO CONTROLAR.
PENSAMENTOS ME TOMAM POR COMPLETO.
QUERO SER TUA POR INTEIRA,
MUITO MAIS QUE UMA MERA COMPANHEIRA.
SINTO ESSE ESPAÇO VAGO, 
QUE VEM COMO FORMA DE NOSTALGIA,
COMO SE ROUBASSE A ALEGRIA.
AS VEZES VOCÊ ESTÁ TÃO PERTO,
OUTRAS TÃO DISTANTES,
MAS ISSO NÃO É ANGUSTIANTE,
DÁ PARA SUPORTAR,
DE QUALQUER FORMA SEI QUE ESTÁ NO UNIVERSO,
EM FORMA DE ESTRELA,
FITO SEU BRILHO E ME COMPLETO,
E DEIXO SUA FORÇA ME INVADIR.
A SOLIDÃO ESTÁ AQUI, POSSO SENTIR.
MAS NÃO ME INCOMODA,
QUANDO QUISER POSSO FECHAR A PORTA
E DEIXAR VOCÊ PARTIR.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

UM OLHAR DISTANTE

OLHO ADIANTE POR UM INSTANTE
ESPERANDO VISLUMBRAR ALGO  QUE ME TIRE O AR.
AS PALAVRAS DITAS QUASE QUE ME TIRAM A RAZÃO,
FICO MEIO ENTONTECIDA QUERENDO QUE CHEGUE
O DE MELHOR DESSA VIDA.
SINTO-ME COMO UM VIAJANTE NUMA ESTAÇÃO,
ESPERANDO O TREM A CHEGAR,
ALGUNS PASSAM E NELE VOCÊ NÃO ESTÁ.
AO LONGE AQUELA SENSAÇÃO DE FICAR A VER NAVIOS,
COM SABOR DE INSATISFAÇÃO,
MAS AINDA OLHO ADIANTE, TENTANDO ME CONSOLAR.
 QUEM SABE AMANHÃ,
SEJA DIFERENTE.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

No jardim da minha vida.


Estou como perdida, não sei se volto ou se vou.
Talvez eu fique onde estou.
O mais difícil é refazer planos,
 parece que sempre estou refazendo-os nesses longos anos.
O cansaço tenta estafar minha mente,
as vezes esqueço que sou gente,
e me desespero e não sei o que fazer e nem como fazer.
Quando temos flores a cuidar não dá para pensar somente o que é melhor pra mim,
preciso conciliar. Mas o que agrada um lado, desagrada  o outro e fico no meio dessa corda bamba sem saber que atitude tomar. Nas madrugadas perco o sono e fico a pensar, quando o dia vem a raiar parece que as respostas somem sem que eu as possa encontrar.
Que Paz é essa que só tenho por poucos momentos. Por que  tenho que administrar esse pensamento? 

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Essa vontade louca...

Essa vontade louca,
que vem como brasa,
como chama que arde a me queimar.
É como se meu coração virasse uma bola de fogo,
a irradiar meu sangue correndo bem rápido em minha veias .
Chego a quase não suportar,
vem aquela vontade louca de te amar.
Por inteira, sem reservas, da minha maneira.
Como tocha olímpica me sinto um atleta a correr,
percorrendo quilômetros pra te encontrar.
Uma maratona terra, aguá e ar.
Corro como louca desvairada, perdendo o folego e 
deixando gotas de suor me molhar.
Não olho para os lados,
miro-me somente no alvo sem me desligar.
Você é o meu premio e não desisto da bandeirada da chegada,
ainda com os pés descalços e algumas vezes congelada.

domingo, 11 de setembro de 2011

Pensamento único...



Algumas vezes não se tem palavras para descrever a sua importância em minha vida. Mas saiba, que está em um lugar de destaque. Quando chegou, fez logo a diferença e agora se acomodou como se a casa fosse sua. Sua forma de ser me contagia a cada dia, e eu não posso dizer que simplesmente chegou. Não quero pensar no amanhã se vamos estar juntos, apenas quero viver o agora. Com intensidade, como se fosse único.

Nuvem passageira...VC SE LEMBRA?

Nuvem Passageira Kleiton e Kledir
Nuvem Passageira

Eu sou nuvem passageira
que com o vento se vai,
eu sou como um cristal bonito
que se quebra quando cai

Não adianta escrever
meu nome numa pedra
pois esta pedra em pó
vai se transformar
Você não vê que a vida
corre contra o tempo
sou um castelo de areia
na beira do mar

A lua cheia convida
para um longo beijo
mas o relógio
te cobra o dia de amanhã
Estou sozinho, perdido
e louco no meu leito
e a namorada analisada
por sobre o divã

Por isso agora o que eu quero
é dançar na chuva
Não quero nem saber de me fazer,
ou me matar
Eu vou deixar em dia a vida
e a minha energia
sou um castelo de areia
na beira do mar...


http://www.vagalume.com.br/kleiton-e-kledir/nuvem-passageira.html#ixzz1Xga9MDqc

folhas secas



No recanto da ilusão,
da distancia de uma paixão,
no romper de um silencio
de uma dor sem fim.
Como punhal a rasgar meu peito,
dilacerando um coração que arde.
Folhas secas me vesti,
como forma de recitar minha arte.
Pintei-me de palha,
deitei-me como se passassem por mim.
Folhas secas me senti.
Mas sei que um dia,
o vento levará essas folhas de sobre mim,
mudará minha cor e também o meu jardim.
Lá estará deslumbrante o Jasmim colado a Rosa do Amor,
e sei que  desabrocharei como flor,
e não mais lembrarei de minha dor.

sábado, 10 de setembro de 2011

CASINHA BRANCA,,, você se lembra?

Casinha BrancaJosé Augusto
Tenho andado tão sozinho ultimamente
Que nem vejo em minha frente
Nada que me dê prazer

Sinto cada vez mais longe a felicidade
Vendo em minha mocidade
Tanto sonho perecer

Eu queria ter na vida simplesmente
Um lugar de mato verde
Pra plantar e pra colher

Ter uma casinha branca de varanda
Um quintal e uma janela
Para ver o sol nascer

Às vezes saio a caminhar pela cidade
À procura de amizade
Vou seguindo a multidão

Mas eu me retraio, olhando em cada rosto
Cada um tem seu mistério
Seu sofrer, sua ilusão
_______________________________

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

No vai e vem dessa vida...



Vou pra lá e pra cá,
cantando minha alma em algum lugar.
Quando penso estar indo,
tenho que voltar,
fico estupefada
quase sem ar.

Vou  no vai e vem dessa vida,
sem ao certo saber onde chegar,
me deixando levar pelas ondas do mar.

Os ventos passam parecem me arrastar,
e no vai e vem da vida fico a balançar.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Seu calor me aquece

Seu calor me aquece,
meu coração se encanta,
pensamentos que vão bem fundo na alma.
Quero cantar ao vento,
para a ti levar em palavras,
o que se há em meus pensamentos.
O som de seu sussurro,
me faz transpassar o muro
da insatisfação.
Com minhas mãos sinto tocar seu coração, e
me acalmo e peço calma a minha alma.
Oro baixinho e em ti guardo meu carinho,
e me silencio.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Sonhos diários.

Meus sonhos já não tem as mesmas perspectivas de antes,
não possuem as mesmas cores e nem os mesmos sabores,
já não estão nas alturas e nem tem gosto de mel.
Hoje meus sonhos são apenas documentários diários
do que pode ser o hoje.
Apenas um sonho de cada vez,
sem fantasias.
Talvez uma realidade mais dura e fria,
mas ainda assim te tenho por hoje.
Talvez as palavras já não causem o mesmo impacto diante da realidade,
mas ainda são palavras de uma vaga esperança que não se finda.
O sentimento amadureceu, a dor ainda é profunda como uma ferida que sangra.
Ainda fazemos planos juntos mas bem no íntimo sabemos que o amanhã pode nunca chegar pra nós dois.
É como uma lampada que se acende todos os dias para clarear as noites escuras,
mas quando surge o dia precisa se apagar.
Não se sabe onde vamos e se juntos,
mas ainda estamos aqui.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

A vida passa lá fora


Fico da janela a espreitar,
olhando o horizonte perdido,
querendo te encontrar.


Vejo o brilho do sol,
seus raios pelas frestas tentam entrar,
seu calor pelo vidro quer me aquecer,
mas meu coração parece gelo
aqui sem você.


É como uma bala dado a uma criança
que de tão pequenina não pode retirar o papel.
Nos meus lábios a boca fica ávida,
a saliva como a buscar,
o seu gosto.
No entanto,
permanece o gosto amargo na boca,
o aperto na garganta,
me faltando o ar,
vejo o meu meu lado vazio,
olho pela janela,
lá você também não está.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Você! Parte de meus dias.


Quisera poder dormir com a sua intuição e fazer parte de todos os seus dias nessa terra


*para quando desse mundo partirmos possamos levar em nossos corações um amor que seja eterno além das fronteiras espirituais


*de uma forma parece que você é parte de meu viver, de minhas esperanças... aindas que tão distantes elas sejam


*onde não há pétalas nos caminhos, ainda que há momentos que pareçam só os espinhos a machucar nossos pés... 



mas ainda assim ainda posso sentir seu perfume e contemplar a sua beleza

ESTRELA DISTANTE.


Subi ao céu com intenção de te buscar,
estrela brilhante não pude alcançar.
Estive tão perto e tão distante,
me entristeci ao te olhar. Tão linda,
tão encantadora, que brilho fascinante,
fiquei tempos sentada na lua a esperar.
Juntos porém separados,
sem poder se tocar.
Fazendo parte do belo cenário,
mas sem se encontrar.
Apenas um olhar ao longe,
podemos até se falar,
estrela distante,
não posso tocar.
Sua luminosidade é como um pulsar,
meu coração lateja mas distante tenho que ficar. 
Estrela cintilante é somente pra olhar.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Artista = Bruno e Marrone



Artista = Bruno e Marrone
Música = Choram as rosas
(Composição: Alfredo Matheus / Versão: Joquinha)


Choram as rosas
Seu perfume agora se transforma em lágrimas
E eu me sinto tão perdido,
Choram as rosas
Chora minha alma
Como um pássaro de asas machucadas

Nos meus sonhos, te procuro
Chora minh’alma

Lágrimas, que invadem meu coração
Lágrimas, palavra da alma,
Lágrimas, tão pura linguagem do amor

Choram as rosas
Porque não quero estar aqui
Sem seu perfume
Porque já sei que te perdi
E entre outras coisas
Eu choro por ti

Falta seu cheiro
Que eu sentia quando você me abraçava
De teu corpo, sem teu beijo
Tudo é sem graça