Pular para o conteúdo principal

RELATO DE UMA ADOLESCENCIA


Quando era adolescente ficava sonhando quando eu tivesse trinta anos, mas nunca sonhava com os 40.
Imaginava se estaria casada, com quantos filhos, qual seria minha profissão e especialmente quem seria meu marido. Lia muitos livros de romance SABRINA, JULIA, BIANCA... você se lembra delas? Não tinha notebook, nem coisas que eram caras (e nem acreditava que um dia isso ia existir ), já tinha a casa própria de meus pais e isso já era demais, nunca tinha sonhado com ela acostumada em morar um ano em cada casa de aluguel. Já estava até acostumada! Era um sonho deles eu nem sabia ao certo o valor disso. Sabia do peso em nossas costas de um financiamento de 20 anos. Mas voltando aos meus sonhos, era campeã de poesia no colégio, redação era matéria preferida. Quando começou as paqueras? Nossa muito bom, mas de quem eu gostava, minha mãe não gostava não. Sair de casa com as amigas coisa muito rara, excursão de colégio não se podia não, provavelmente o ônibus ia bater, virar ou qualquer coisa parecida, assim pensava minha mãe. Quando ia sair para uma diversão lá estava ela, a minha mãe. Só podia sair se minha irmã fosse, e pior, ela não gostava de sair, me poupe né. Mas mesmo com todos os contras tenho saudades daqueles dias, onde os cadernos eram minha companhia, onde a turminha de colégio era sempre o máximo. Passava horas e horas a criar minhas  estórias, os romance rolavam em minha cabeça. Sabe quem sempre era a atriz principal? Eu é claro. Lá estava eu, numa ilha deserta com o homem dos meus sonhos. Eu podia trocá-lo sempre, entre loiro, moreno...essas coisas. Viajei em vários países e o fim sempre era feliz, chorava...minha mãe entrava no quarto lá estava eu e minha irmã sempre chorando com os finais das revistas e com minha estória criada.kkkkk. Quantas vezes amei, tantas fui a mocinha...ahhhhhhhh... adolescência boa que não volta mais.

Comentários

  1. nossa Simone o tempo passa...lindo texto..bj querida...

    ResponderExcluir
  2. Simone...
    Verdade...quando a gente tem 15 e 16...quer ter mais de 18 anos...e depois dos 30 passa tão rápido não é mesmo? Eu também lia bastante...mas nunca fui boa em redação...Gosto mesmo é de ler o que os outros escrevem...rs. Lindo post! Amei...
    Beijos!
    San....

    ResponderExcluir
  3. Bela reflexão! Nunca damos valor aos momentos da vida, senão quando eles passam! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Simone,

    Para uma sonhadora, um copo basta para pescar seus melhores peixes.

    Só uma correção: volta sim, não se deu conta, mas você voltou nela ao registra de forma tão sublime nesse post e voltamos com você. Rs

    Uma ótima semana para você!

    ResponderExcluir
  5. O tempo em que a nossa imaginação não tinha limites... e nos contentávamos com ela!

    ResponderExcluir
  6. Na idade da adolescência,
    Chega a vontade de amar
    De uma desconhecida inocência
    Por não ter tempo para pensar
    O desejo chega de repente
    Até parece que o mundo vai acabar
    Tudo parece ser diferente
    Com tanta pressa, mais tarde
    Por causa do amor poderá chorar!
    Não tenha pressa, saiba na hora certa
    Pelo amor esperar!
    É bom de dizer
    Mas, não de praticar!

    Obrigado pela sua visita, bem como suas sempre
    simpáticas palavras.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CROMOS E KAIRÓS ( O TEMPO DE DEUS E O TEMPO DOS HOMENS

Significado da palavra Khronos (em grego Χρόνος, que significa ‘tempo’; em latim Chronus) Kairos (καιρός) é uma antiga palavra grega que significa "o momento certo" ou "oportuno"
"Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim." (Eclesiastes 3 : 11)



DEUS NÃO SE LIMITA AO TEMPO DO HOMEM POIS ELE TEM O PRÓPRIO TEMPO. POR ISSO SOMOS TÃO ANSIOSOS E VIVEMOS MAL NOSSO TEMPO, NOS PREOCUPAMOS EM CORRER E ESQUECEMOS DE VISUALIZAR O HOJE AO QUAL VIVEMOS. DEPOIS FICAMOS NUM FUTURO A  LAMENTAR O TEMPO PERDIDO



Seu sorriso no silêncio (FALECIMENTO DO MEU TIO-PAI)

Ontem seu sorriso se apagou nesse mundo, seus olhos se fecharam num sono profundo.
Mas ao te visualizar naquele lugar frio e impessoal com apenas flores artificiais,
quando minhas lágrimas caíram livremente e a consciência que é o fim pra todo humano existente,
que todos vamos por isso passar pois não ficaremos eternamente, deixando nesse mundo apenas as sementes, e as lembranças boas e ruins.
Quero me lembrar de você não como o meu último olhar, mas as risadas que ainda ecoam em meus ouvidos,
nunca dentro de mim apagará seu sorriso e a alegria que transbordava por onde passava
Nos seus 86 anos de vida nessa terra, você foi meu tio mas também meu pai o era.  Meu coração ainda está a chorar de saudades eternas. O nome do meu filho, hoje com 20 anos, foi você quem escolheu e foi tão perfeito que foi como Deus que me Deu, nunca poderia ter sido melhor escolhido pois também era como filho seu. A dor que hoje há em meu peito, sei que um dia irá passar, e apenas as boas lembranças da saudade irão…

Sou apenas uma joaninha

A caminhar pelo jardim, pousando em cada flor, voando assim, assim.
Sou apenas uma joaninha de tão pequenina, mas onde passo deixo meu encanto, meus desenhos atraem olhares por todos os cantos.
Minha diversidade de cores traduz a perfeição da criação, sou inofensiva, as crianças gostam de comigo brincar, sou tão linda que querem sempre me pegar.
Vou caminhando lentamente, as vezes, chego a dar pequenos voos. Sou joaninha simplesmente, nesse mundo gigantesco, mas trago comigo grande apreço, que alegro onde passar. (Simone Prado)