sexta-feira, 9 de setembro de 2011

No vai e vem dessa vida...



Vou pra lá e pra cá,
cantando minha alma em algum lugar.
Quando penso estar indo,
tenho que voltar,
fico estupefada
quase sem ar.

Vou  no vai e vem dessa vida,
sem ao certo saber onde chegar,
me deixando levar pelas ondas do mar.

Os ventos passam parecem me arrastar,
e no vai e vem da vida fico a balançar.

5 comentários:

  1. Uma balança que embala. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  2. Para lá e para cá
    No baloiço a balançar
    A criança que lá está
    Continua sem parar.

    Do lugar da partida
    Para outro a caminhar
    À procura de guarida
    Numa noite de luar!

    Venho agradecer sua amável visita.
    Deixando meu comentário a este seu
    lindo poema. No vai e vem dessa vida.

    Desejo para você, um excelente fim de senama,
    Bjo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  3. No meio disso tudo agente encontra o nosso ponto neutro...beijo queida ..bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. Depois dos ventos e acima das ondas está o lugar que procuramos, se desejar pode ver mais de perto, basta olhar dentro do seu coração.Um lindo fim de semana pra você, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia minha mais nova amiguinha!
    Vc passou na minha casa,deixou seu rastro,mas não quiz participar da festa.Essa festa tão linda que fiz só para vcs que fazem parte do universo de blogueiros.Quero que volte lá e coma bolo e beba vinho,pois ainda tenhe que deixei só prá vc!
    fico grata por querer fazer parte da minha legião de amigos.Vamos nos dar muito bem.Amo a escrita ,vivo dela e tbm dos amigos que escreve.Andei lendo suas escritas e gostei,por isso quero trocar informações com vc.Te aguardo lá,ok!
    bjs para aquecer teu dia !

    ResponderExcluir