segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Essa vontade louca...

Essa vontade louca,
que vem como brasa,
como chama que arde a me queimar.
É como se meu coração virasse uma bola de fogo,
a irradiar meu sangue correndo bem rápido em minha veias .
Chego a quase não suportar,
vem aquela vontade louca de te amar.
Por inteira, sem reservas, da minha maneira.
Como tocha olímpica me sinto um atleta a correr,
percorrendo quilômetros pra te encontrar.
Uma maratona terra, aguá e ar.
Corro como louca desvairada, perdendo o folego e 
deixando gotas de suor me molhar.
Não olho para os lados,
miro-me somente no alvo sem me desligar.
Você é o meu premio e não desisto da bandeirada da chegada,
ainda com os pés descalços e algumas vezes congelada.

8 comentários:

  1. Linda seja essa sua vontade louca
    Com tanto calor não se deixe queimar
    Corra sem parar, mas, não fique rouca
    Até quem procura encontrar!

    Desejo uma boa noite para você,
    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. ixee..até fiquei com calor aqui..bj querida amei..

    ResponderExcluir
  3. Que vivacidade incrível! Seu poema me fez viajar na mais profunda intensidade dos meus pensamentos.
    Eu tbm amei! *-*

    ResponderExcluir
  4. Adorei conhecer teu blog e a forma como vc escreve é profunda e intensa!Ótima semana e obrigada pelo carinho lá no meu blog!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Simone. Adorei amiga! Viajei, corri com vc nesse lindo poema. Tanta saudade e sensualidade! Bjos e bjos com carinho no seu coração. Sonhe muito e que vc realize todos os seus sonhos e viva muito feliz!! Olha! o blog está lindo.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Simone, que lugar encantador...bjks

    ResponderExcluir
  7. Simone, vim conhecer teu espaço e saio aplaudindo td o que li por aqui, não sem antes, tornar-me su aseguidora, pra voltar mais rapido.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir