sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Solidão bandida


Quantas vezes estive só,
procurando me encontrar.
Solidão bandida você estava lá.
Quantas lágrimas derramei sem saber por onde ir,
até que o encontrei e me encantei.
Sonhos que haviam perdido em mim reviveram,
vida pude sentir a penetrar em mim.
Achei que Deus não se importava com o meu querer,
que a mim só restava obedecer.
Mas hoje posso perceber que Deus não se agrada em nos ver sofrer.
Não devemos pensar que Ele nos permite o mal,
pois ELE é Deus e eu apenas vaso em suas mãos.
O sonho se torna em forma de realidade,
Deus realiza sonhos, isso é verdade.
Alegria encontrei em meu coração,
quando seu presente veio em minhas mãos.
Foi como um lindo desabrochar,
senti meu coração pulsar novamente,
e hoje me sinto muito mais gente.
A Deus peço meu perdão,
quantas vezes magoei seu coração.
Fui rebelde e agitada,
algumas vezes pra Ele, eu esperneava.
Precisei de correção,
mas Ele também nunca me soltou as mãos.
Ele me conhece no profundo do meu ser,
e sabe que de hipocrisia, não posso viver.
Sabe de minha lealdade e minha devoção,
sou obra de sua criação. 

Um comentário:

  1. Tem momentos na nossa vida que a dor nos sufoca..mas agente sobrevive como pode como sabe..o importante é aprender e amadurecer..obrigado pelo carinho..bj..boa noite.

    ResponderExcluir