terça-feira, 5 de julho de 2011

EM MEU CAMINHAR



A SOLIDÃO É MEU PAR,
A ALEGRIA DE ME ENCONTRAR
E SABER QUE SOU LIVRE PARA AMAR.
NAS MINHAS PERNAS, NENHUMA ALGEMA HÁ,
NAS MINHAS MÃOS NADA PARA ME AMARRAR.
SOMENTE UM CAMINHO A ME DESPERTAR.
POSSO NUM SIMPLES RESPIRAR,
DEIXAR A VIDA FLUIR LIVREMENTE,
E FAZ SENTIR-ME MAIS GENTE,
POR ACREDITAR.
QUANDO A CAVERNA É ESCURA,
E NÃO EXISTE MAIS SAÍDA,
É SÓ CLAMAR, ELE VEM EM NOSSO SOCORRO PARA NOS LIBERTAR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário