sábado, 30 de julho de 2011

O AMOR QUE INSISTE EM VIVER EM MIM



AH! SE TUDO FOSSE TÃO SIMPLES ASSIM!
O AMOR QUE SOBREVIVE EM MIM!


SE EU PUDESSE FARIA UMA CIRURGIA EM MEU PEITO,
ARRANCARIA ATÉ A RAIZ.


JOGARIA FORA, SEM DEMORA,
E ESQUECERIA DE VEZ,
O DIA QUE ASSIM MEIO SEM JEITO,
ENTROU E ME ARREBATOU O PEITO.


COMO EU QUERIA QUE FOSSE ASSIM COMO É COM VOCÊ,
QUE É TÃO FÁCIL ME ESQUECER E OLHAR EM OUTRA DIREÇÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário