quarta-feira, 13 de julho de 2011

Nudez

Despi-me das minhas vestes de egoísmo,
da minha religiosidade.
Tirei a máscara da falsa realidade.
Falei somente a verdade,
desnudei meu coração.
Tirei o passado da minha frente,
fiz-me tão transparente.
Falei do que vinha em minha mente,
fiz-me um espelho diante de você.
Fui água límpida e pura,
fui a própria ternura.
Falei de amor com tanta loucura,
mas de nada adiantou.
A distância continuou a mesma,
e sozinha aqui estou.

9 comentários:

  1. Lindo post...beijo boa quarta p ti..

    ResponderExcluir
  2. Triste, no entanto, belo seu poema. Beijos. Au revoir.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Simone querida,

    Linda sua poesia...
    Intensidade nas palavras...
    Isso sempre me cativa...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  4. Desnudar-se perante o ser amado, não ter nenhum medo de se entregar... O amor eh possessivo, ele pede complemento, pede troca, quer a todo custo se doar mas, eh prodigo em receber. Nao existe so por um mas une duas vidas em uma. Lindo poema Simone adorei seu espaço, voltarei mais vezes.

    J. Sollo

    ResponderExcluir
  5. Você sabia que entre nós a uma escritora mesmo! Que rouba a paz de um gato que faz will quando mia, e que virou um pássaro, e vive hoje velhinho sonhado com ela, olhando a foto dela, escrevendo para ela?
    Como tem bons blogs na net não é mesmo? Achamos um ótimo. De uma chegadinha lá amigas. Confiram o que tanto deixa todas nos curiosas. Recomendamos: http://lucienerroques.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. A solidão é uma grande amiga, mas é preciso ter experiência para gostar de estar com ela. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  7. Olá Simone,
    Tão lindo o teu despir, revelas o que os olhos não podem ver, tão somente o coração consegue sentir: um encontro teu com você mesma.
    Lindo, linda.

    ResponderExcluir
  8. Você se desnudou e mostrou um interior cheio
    de afeto. Ficou lindo!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Acho ela se desnudou a quem nao sabia "ver".
    Parece comum isso né.

    ResponderExcluir