sexta-feira, 1 de julho de 2011

No brilho de um olhar


Dos olhos que olhei, dos brilhos que encontrei,
alguns nunca mais me esqueci.
Das palavras que me disseram  expressadas no olhar
do que havia dentro do coração.
Num linguajar mudo da falta de coragem de não poder falar.
Alguns vi despedida, outros até mesmo a saudade,
vi também frieza e até deslealdade.
Vi também compaixão e falsidade,
mas também vi amor como o desabrochar de uma flor.
Vi vazio de alma de alguém que não sabia para onde ir,
mas procurava algo, sem saber onde encontrar,
a morte veio ao seu encontro e tudo isso vi no brilho daquele olhar.
Mas o brilho que eu procuro ainda não achei,
o brilho que se completa bem junto ao meu.
O brilho de um olhar que olha para a mesma direção! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário