segunda-feira, 4 de julho de 2011

Agarrar a felicidade


Quando tentamos agarrar a tal da felicidade,
ela levanta asas de nossas mãos,
 voa com precisão para bem longe de nosso coração.
Quando achamos que está tudo seguro, as vezes nos surpreendemos,
é tudo tão inesperado, não dá para entender.
Quando queremos que tudo esteja sobre nosso controle é assim que acontece.
Quando pensamos que tudo se acabou, que a felicidade voou,
nos encantamos, ela pousa em nossa mão sem medo de ser tocada.
Vai se entender essa tal felicidade, tão repentina, tão inusitada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário