domingo, 5 de junho de 2011

você me leva a lua



e me sinto assim meio desnuda, livre,
sendo eu mesma, sem precisar me esconder.
Sou uma mulher transparente em sua presença, 
e me sinto muito mais gente e real, não uma mulher de pedra,
ou tipo de sal.
Quantas vezes fico no mundo da lua para sobreviver,
a terra é difícil de viver.
Posso tocar nas estrelas, realizar meus sonhos,
na lua me sinto em você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário