domingo, 19 de junho de 2011

Um dia...eu confesso...

você chegou em minha vida, quase num acaso, se eu acreditasse que o acaso existisse, porém não acredito.
Sei que tudo já estava escrito, chegou como uma semente, que acolhi em meu coração. Todos os dias eu reguei, parecia não germinar, muitas vezes parecia secar e quase desisti, eu confesso. Mas quando senti, que  semente era boa e que ia brilhar em meu jardim, te desejei pra mim, e cuidei, cuidei...não me arrependi...como um avaliador vi que a semente tinha seu valor. Hoje te vejo crescer, sinto meu peito arfar de orgulho, e sei que também estava a cuidar de mim, você também é um jardineiro a cuidar de jardim. Me sinto uma rosa  e posso de um botão me abrir aos poucos, ao toque de suas mãos. Não quero de ti nunca deixar de cuidar, para que não venha a murchar,  a cada dia quero me encantar, sentir seu cheiro no ar. Obrigado por me alegrar e florescer em minha vida, com você me curo das feridas e deixo me levar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário