quinta-feira, 23 de junho de 2011

Tentando lidar com a saudade


Quando ela aproxima,
procuro logo o que fazer,
ainda que invada meus pensamentos,
preciso me conter.

Mas vai apertando e isso não resolve por muito tempo,
então me entrego e me deixo pensar em você.
Saudade minha fiel companheira, aqui está você.
Dou asas aos sonhos para a saudade enganar,
quem sabe assim deixa de me incomodar.

Não sei se me livro ou me entrego,
nessa viagem de devaneios,
tentando conter meus anseios.
Saudade não sei se é inimiga ou minha amiga, não sei.
Quem é você?
Saudade que me escraviza até doer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário