terça-feira, 7 de junho de 2011

Missionário na estrada

Sou um missionário na estrada,
que por onde passei vidas semeie,
mas a importância de hoje resgatar minha própria vida é um fato.
Muitas vezes somos ótimos para os outros e péssimos para nós mesmos.
Tem momentos que precisamos parar, avaliar conceitos, desejos, frustrações, se auto conhecer...
para depois continuar. Quando deparamos com uma realidade que não nos satisfaz, como um termômetro a nos dizer que algo está errado. É preciso se conhecer. Ter nossa opinião e não se deixar levar por meros comentários a nosso respeito, se forem construtivos muito bom de ouvi-los, porém gostar de si mesmo e se amar é além do mais importante. Não se pode amar alguém mais do que a nós mesmos, senão nos deparamos com situações de subjugação, de escravidão, de anulação...para agradar a outrem. O importante é estarmos em paz, saber o que nos satisfaz, saber dizer não também faz parte, mesmo que o que recebe não aprove. Precisamos ter nosso caráter tratável, sermos sábios e estarmos dispostos a aprender sempre. Para nessa caminhada jamais, olhar para trás só por necessidade de crescimento. Viver a vida com intensidade de qualidade, amar a natureza e a criação, encontrar nosso próprio caminho e não se acomodar na infelicidade tentando agradar a sociedade. Sociedade que rotula, que massacra, que escraviza, que oprime sem dó dos menos favorecidos. Religiosidade, mentes escravizadas por lideres doentes buscando apenas um lugar ao pódio. Somos livres em Jesus Cristo, que pagou um alto preço por nossas vidas na cruz do calvário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário