sexta-feira, 24 de junho de 2011

MEDO DO AMOR


MUITAS VEZES TEMOS TANTO MEDO DE AMAR
 E VIVEMOS POR AÍ ESPERANDO O AMOR.
ELE PASSA POR NÓS, VAI-SE EMBORA E NÓS NEM O PERCEBEMOS.
COM MEDO DE SOFRERMOS, COM FERIDAS MAL CURADAS,
MEDO DE TER QUE MUDAR ALGUMA COISA EM NOSSA TÃO PACATA VIDA.
MEDO DE NOS ENTREGARMOS, DE NOS FERIRMOS.
MEDO DO QUE NÃO CONHECEMOS,
MEDO DE NOS PERDERMOS,
DE NOS ENTREGARMOS...
MEDO DE MUDAR UMA HISTÓRIA, MEDO DE SE ARRISCAR,
O PRÓPRIO MEDO DE AMAR...
TANTOS TEM MEDO DO AMOR,
É COMO UM REMÉDIO, MEDO DE TOMÁ-LO E NOS CURARMOS

Um comentário:

  1. Simone, é preciso sair da zona de conforto. Arrepiar-se, sentir medo e experimentar do remédio e da cura...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir