sexta-feira, 17 de junho de 2011

Barão de Javari (Miguel Pereira/RJ)


Barão de Javari,
que saudades tenho de ti,
das águas que me banhei,
quando criança a me refrescar.


Minha terra querida,
que no profundo toca minha vida.
Traz lembranças da minha inocência,
mesma que fora roubada por insistência.


Me ajuda a resgatar a minha história,
sua presença me faz muito bem,
me lembro quando pequena sonhava,
em como hoje me encontraria,
o tempo passou, a menina cresceu e se tornou mulher,
mas nunca esquecerei de ti origem minha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário