sábado, 21 de maio de 2011

Saudade infinita


AS VEZES A SAUDADE VEM E ME SINTO ASSIM MEIA ABANDONADA,
SEM ANIMO PARA QUASE NADA E FICO A PENSAR EM VOCÊ.
DAS VEZES QUE CORREMOS A NOS ESCONDER, DOS MOMENTOS QUE PASSAMOS E HORAS NOS ALEGRAMOS, QUERENDO VOCÊ.
QUANDO FALÁVAMOS PELAS RUAS A CAMINHAR E SUA PRESENÇA ME PREENCHIA,
ATÉ NÃO MAIS AGUENTAR.
PARECE QUE ME FALTA O AR, MEUS DIAS NÃO SÃO MAIS OS MESMOS,
POR QUE HOJE VOCÊ ESTÁ TÃO DISTANTE.
HOJE ENTENDO A FIDELIDADE DE UM CÃO QUE SABE EXPRESSAR EM SENTIMENTOS O AMOR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário