sexta-feira, 20 de maio de 2011

A DOR DE UMA SAUDADE


COMO DÓI MEU CORAÇÃO,
NUMA SAUDADE QUE DILACERA,
QUE RASGA NUMA DETERMINADA ESPERA.
PARECE UMA DOR QUE NUNCA ACABA,
SE RESOLVERIA COM A SUA CHEGADA.
SE HOJE EU PUDESSE TE OUVIR,
ACOMPANHAR SUAS RISADAS E ME DIVERTIR.
A LIBERDADE JÁ É UM FATO EU CONQUISTAR,
MAS QUERIA VOCÊ PRA ME AMAR.
QUERIA DANÇAR COM VOCÊ ENTRE AS FLORES,
CORRER PRA VOCÊ ME PEGAR..
PASSEAR NA CHUVA E TE ABRAÇAR.
AH! SE ESSA SAUDADE FOSSE DE FATO SE ACABAR,
MANDARIA A SOLIDÃO EMBORA,
PRA NUNCA MAIS VOLTAR.

Um comentário:

  1. Xô solidão, agora é uma nova fase , uma nova vida, um novo recomeço, não tem mais lugar para solidão! beijos

    ResponderExcluir