segunda-feira, 4 de abril de 2011

Voo

Se voar fizesse a diferença e percorrer a distancia a salvação,
se fugir dos meus medos e meus anseios e encontrasse um horizonte perdido
porém infinito, em algum lugar, em alguma região,
onde eu pudesse pousar e me eternizar.

Se ter assas fizesse o sentido e me deixasse livre para trilhar novas terras,
novos ares, um novo céu. Talvez eu encontrasse em um sonho perdido
a razão de um viver.

Se pudesse ver tudo lá de cima, talvez eu pensasse diferente,
talvez eu entendesse o ser gente e talvez os desse razão.

Ser livre, sentisse livre, andar, correr, voar,
talvez um novo céu voltasse a brilhar e me levasse há outros ventos,
há um novo ar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário