segunda-feira, 25 de abril de 2011

Um grito na imensidão

Um grito chega a ecoar no silêncio,
na imensidão, em alguns momentos.
Um grito do fundo da alma,
num pedido de socorro, pedindo calma.
Do não saber o que fazer, se fazer, e como fazer. 
Um grito que ecoa em meus ouvidos,
arrancando profundos gemidos de um coração em dor.
Das coisas que não pude acertar,
dos erros que persistem em ficar.
Um grito ecoa em algum lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário