quinta-feira, 14 de abril de 2011

Sou..

Sou a primavera esquecida na estrada da vida.
Sou a beleza contagiante, como era antes, hoje não mais.
Sou o passar do tempo que não olha pra trás.
Sou o vendedor de sonhos que vive na esperança dos outros, tentar se realizar.
Sou o que vive o presente, com medo do futuro nunca chegar.
Sou a semente que nunca brotou,
Sou o sonho que se acabou,
Sou o viajante perdido, que não encontra onde repousar.
Sou as águas salgadas que não consegue se acalmar.
Sou como a estrela solitária, que nem consegue brilhar.
Sou o passarinho que não mais consegue cantar.
Sou o silêncio que não consegue contagiar,
Sou aquela cor que não consegue mais alegrar.
Sou o amor que acabou, por não conseguir conquistar.
Sou o arco-íris perdido em algum lugar.
Sou o que começa e não consegue terminar.
Sou o desanimo que não consegue se levantar.

Tudo isso fui por um momento, hoje não sou mais assim, sou a criação de um Homem que cuidou de mim.. Sou alguém de valor por que JESUS me encontrou. Nunca me abandonou mesmo que eu não merecesse. Hoje sou como o sol a brilhar, sou como a lua a te encantar, hoje é tudo diferente por que sei que Deus cuida da gente até o dia acabar.

2 comentários:

  1. Simone, obrigada pela sua visitinha ao meu blog, e o seu é maravilhoso, eu gosto de poemas, das flores, dos animais, das coisas boas e belas da vida, enfim da natureza, e seu blog traz muita paz, amei.


    Bom findi

    Bjs cristalinos

    ResponderExcluir
  2. eu sou realmente o desanimo que nao consegue se levantar! aff, um dia passa, ah! Se passa!!! beijos

    ResponderExcluir