quarta-feira, 27 de abril de 2011

O que seria...

Se não vivessem com intensidade uma grande paixão,
o que seria dos poetas se não acreditassem no amor,
o que seria da humanidade se não tivessem Fé.
O que seriam de nossas crianças se não tivessem pais para amá-los,
ensiná-los, cuidá-los, e ainda são muitos que não o tiveram e se o tiveram
muitos não são pais.
O que seria do casal de namorados, se vivessem um amor proibido,
ou então um interrompido por alguma eventualidade.
O que seriam das flores sem um jardim,
o que seria do sol sem um céu., sem um horizonte.
O que seria do ser humano sem a terra, sem a esfera, sem o espaço.
O que seria dos apaixonados sem a lua para revelar seus sentimentos,
mesmo que depois de um momento já não tivessem mais tão apaixonados.
Do que seria da mulher se não acreditasse nas palavras recitadas em versos,
bem no pé de seus ouvidos.
O que seria de mim, se não tivesse vivido a intensidade de um grande amor,
o que seria de mim se não tivesse com profundidade vivido como o desabrochar de uma flor.
O que seria de mim quando a vida levou esse amor se não tivesse sobrevivido,
e me preparado em meio aos gemidos, exalando minha dor.
O que seria de mim se não tivesse aberto o meu coração pra te conhecer,
e hoje entender que tudo se regenera, e que nem tudo é perdido.
Sempre há tempo de recomeçar, de se encantar, de se apaixonar, e de fato um novo amor viver.
O que seria de mim, se no meu coração não tivesse deixado entrar você.

Um comentário:

  1. Ainda bem que tem poesia em tudo o que nos rodeia, tem amor em nossos versos, por que em nossos corações ele transborda! lindo bj

    ResponderExcluir