domingo, 24 de abril de 2011

Nunca só

Um poeta nunca está só,
nas palavras ele se fortalece,
se enobrece,
e acha seu real valor.


Poeta encontra caminho, 
mesmo sozinho,
exala amor.


A solidão é minha companheira,
pelo menos ela não fala besteira,
e nem me maltrata.


Ser poeta é minha fortaleza,
nas poesias encontro beleza,
e me sinto feliz.

Um comentário: