terça-feira, 26 de abril de 2011

No outono de uma vida.

Num entardecer de outono eu e você a caminhar,
sentindo a presença tão sonhada  unidos em um só par.
Na simplicidade de um momento chegara  com o encantamento
que ninguém pode roubar.
A espera tão infinita, num anoitecer tão bonito, sua voz a me conquistar.
Das folhas de outono a paisagem perfeita sendo como cúmplice desse amor,
que suportou o tempo e venceu a dor de uma saudade.
Quero lhe dizer uma verdade apenas,
 que a força que nos uniu um dia é como uma eternidade.
Pode o tempo passar, ainda vou esperar,
algumas primaveras e o outono chegar.
Sobrevivemos ao tempo, com tantas coisas pra atrapalhar,
alguma coisa tinha fundamento pra não acabar,
esse sentimento que é te amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário