quarta-feira, 13 de abril de 2011

A força do querer.

Luto por meus ideais,
ainda que pareçam banais,
Me fortaleço naquilo que creio,
tento entender meus anseios,
nada é sempre o fim que parece.
Tudo pode ser mudado, se fracassei e cai
é preciso rever meus erros,
nunca é tarde para recomeçar.
Não dá para ficar se acusando, sou apenas um ser humano.
Tanta cobrança acaba por abalar.
Estou aqui nessa terra para aprender,
tenha paciência comigo pois sou somente um bebê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário