quarta-feira, 27 de abril de 2011

É eterno

É eterno e muito perfeito,
o amor que ainda não foi desfeito,
dentro de um coração sofrido.
Das coisas perfeitas achamos logo os imperfeitos,
e aprendemos a amar defeitos e ter mais leveza.
E quando vemos o tempo passou, arrastando com ele a nossa vida,
com várias coisas contidas.
Das coisas que já vivi nessa vida, nenhuma foi perdida,
de todas elas se tirou proveito e amadurecimento.
Se errei, paciência comigo mesma,
não vou me condenar, nem me maltratar, eu tentei.
Quero seu amor sim, você ainda está em mim,
e parece que eu em você.
Deixa a vida nos mostrar, onde irá nos levar,
não se prive de nada, deixa acontecer,
quem sabe seja amor verdadeiro,
que entre nós vamos viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário