terça-feira, 12 de abril de 2011

CHORO DE UMA DOR.

Eu quis que tudo fosse diferente,
que o tempo fosse a favor de nós dois.
Eu quis que a distância não existisse e que nos permitisse viver o amor.
Como eu quis que o sentimento fosse eterno,
que a vida tivesse sorrido e nos permitido viver.
Como eu desejei você.
Lutei com toda minha força para permanecer,
fiz-me presente em todo o tempo e  tão constante.
As vezes me lembro de seus risos, de sua voz, de nossos encontros...
fico tão triste, também o vazio é tão grande.
O adeus é perceptível, é coisa que fica no ar,
Sabe aquela canção que marcou?
Eu no fundo sabia que era amor,
mas sozinha choro a minha dor,
até um dia me curar.

2 comentários:

  1. Que lindo seu poema, magnífica inspiração,continue assim menina, seus versos são verdadeira obra de arte,amei...beijos Aninha.

    ResponderExcluir
  2. O tempo cura qualquer dor, qualquer amor que não for pra ficar, ele tambem curará! Lindos versos expressos em seu coração! beijos

    ResponderExcluir